Acidente em boate de Gwangju gera pânico entre atletas do Mundial de Esportes Aquáticos

Por Lance

China - A confirmação de um acidente em uma boate de Gwangju, na Coreia do Sul, causou momentos de pânico na cidade-sede do Mundial de Esportes Aquáticos durante a madrugada deste sábado (noite de sexta-feira no Brasil). De acordo com a agência de notícias Yonhap News, uma pessoa morreu e outras 14 ficaram feridas. Ainda segundo o portal, haviam atletas das delegações de polo aquático dos Estados Unidos e Nova Zelândia na casa noturna.

A causa dos acidente foi o desabamento do teto do segundo andar da boate Coyote Ugly, que fica próxima à Vila dos Atletas. De acordo com a agência de notícias sul-coreana, o prédio começou a ruir por volta das 2h40.

Ao site SwimSwam, os porta-vozes da delegação norte-americana confirmou que alguns jogadores do time foram à boate nesta noite, mas já estavam em segurança momentos após a tragédia.

- Ocorreu um incidente em Gwangju, Coreia do Sul, no qual atletas da Seleção Nacional Sênior da USA Water Polo estavam presentes. Todos os atletas do Polo Aquático dos EUA estão seguros e são contabilizados. Nossos pensamentos estão com todos os envolvidos.

De acordo com o site neozelandês NZ Herald, atletas representantes da equipe feminina e masculina de pólo aquático do país também estavam na boate quando o teto desabou. A informação foi confirmada pelo capitão dos homens, Matt Small, que disse à Radio Sport estar presente de sete membros da delegação no momento do acidente.

- Nenhum dos meninos está machucado ou ferido - então isso é bom. Mas todo mundo está um pouco abalado no momento - contou o jogador.

Ainda de acordo com Matt Small, ele e os colegas de equipe estavam se divertindo antes do acidente, até que o chão cedeu sob seus pés.

- Literalmente desmoronou sob nossos pés. Nós estávamos apenas dançando e no minuto seguinte caímos 5m-6m e todo mundo começou a sair correndo do clube depois disso.

Comentários