Morte de Ágatha tem foto de destaque no jornal americano The Washington Post

Reportagem diz que anos de um 'experimento violento' para restaurar a ordem em uma das cidades mais perigosas do mundo deixa uma conseqüência sombria: crianças mortas

Por O Dia

Jornal 'The Washington Post' desta terça-feira
Jornal 'The Washington Post' desta terça-feira -
Rio - O jornal americano The Washington Post destacou em sua edição desta terça-feira a morte de crianças em tiroteios no Rio com uma foto do enterro da menina Ágatha Sales Felix, de oito anos, na capa. A chamada diz "Caught in Rio's Crossfire: Children", em uma tradução livre: "Apanhadas no fogo cruzado do Rio: Crianças". 
A reportagem diz que anos de um "experimento violento" para restaurar a ordem em uma das cidades mais perigosas do mundo deixa uma conseqüência sombria: crianças mortas. "Na medida em que a polícia usa mais força para recuperar áreas do Rio controladas por gangues, eles estão matando mais jovens da cidade", diz um trecho.

O jornal também lembra que o número de crianças e adolescentes mortos no estado do Rio em tiroteios policiais entre 2011 e 2017 mais que triplicou, de 55 para 193. "Em 2017, pesquisas mostram: 1 em cada 4 homicídios de adolescentes foi cometido durante uma operação policial", diz outro trecho.
Os pais da menina Ágatha Vitória Sales Félix, de 8 anos, falaram pela primeira vez desde a morte dela. Os dois foram ao "Encontro com Fátima Bernardes" (TV Globo) desta terça-feira e contaram como Ágatha foi atingida pelo tiro no Complexo do Alemão. Vanessa Sales e Adegilson Lima estavam bastante emocionados e a fala deles foi em meio a muitas lágrimas o tempo todo.
Na tarde desta segunda, o governador Wilson Witzel (PSC) se pronunciou sobre a morte da menina. Ele lamentou o caso e defendeu a política de segurança do estado.
 
 
Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários