OMS afirma estar ajudando diretamente estados brasileiros

Diretor-executivo da entidade, Mike Ryan afirmou que reconhece gravidade de casos no país

Por ESTADÃO CONTEÚDO

Diretor-executivo da Organização Mundial da Saúde, Mike Ryan
Diretor-executivo da Organização Mundial da Saúde, Mike Ryan -
Suíça - Diretor-executivo da Organização Mundial da Saúde (OMS), Mike Ryan foi questionado sobre a situação da pandemia do novo coronavírus no Brasil, durante entrevista coletiva virtual. Ele afirmou nesta sexta-feira que a entidade reconhece a gravidade do caso do país neste momento e tem dado "assistência direta" a vários estados, citando alguns dos mais afetados e comentando que São Paulo é o mais impactado em números absolutos, com o Amazonas sendo o mais afetado proporcionalmente ao tamanho da população.

Ryan também disse que a OMS "tomou nota" da orientação do governo federal sobre o uso da hidroxicloroquina. Nesta semana, o Ministério da Saúde publicou protocolo que prevê o uso de cloroquina e da hidroxicloroquina desde os primeiros sinais da covid-19. "Estudos e evidências clínicas não apoiam o uso da hidroxicloroquina para o novo coronavírus", afirmou o diretor executivo da OMS. Na quarta-feira (20), Ryan já havia dito que esses medicamentos até agora não se mostraram eficazes contra a doença.

Comentários