Manifestantes se reúnem em torno de uma loja em chamas em Minneapolis, Minnesota, durante um protesto pela morte de George Floyd - AFP
Manifestantes se reúnem em torno de uma loja em chamas em Minneapolis, Minnesota, durante um protesto pela morte de George FloydAFP
Por ESTADÃO CONTEÚDO
Washington - O policial americano Derek Chauvin que aparece em um vídeo ajoelhando sobre o pescoço de George Floyd, um homem negro algemado que morreu após essa abordagem policial, foi preso nesta sexta-feira, 29, em meio à explosão de protestos e tumultos que tomou várias cidades americanas. No vídeo, o policial mantém Floyd nessa posição por ao menos cinco minutos, enquanto ele grita: "Não consigo respirar!" antes de morrer.

Segundo a CBS Minnesota, a prisão foi anunciada pelo comissário do Departamento de Segurança Pública do Estado, John Harrington. Chauvin já havia sido demitido em conexão com a morte ocorrida no dia 25 em Minneapolis. Ele trabalhava na polícia havia 19 anos.

Ainda não está claro quais serão as acusações que Chauvin poderá enfrentar. Mais detalhes deverão ser fornecidos nesta sexta-feira pelo procurador do Condado de Hennepin, Mike Freeman.