Protestos contra a morte de George Floyd deixam dois mortos e diversos feridos

Em Michigan, jovem morreu após carro passar atirando nos manifestantes; e em Oakland, agente federal não resistiu após receber tiro

Por IG - Último Segundo

Protesto em Oakland, na California
Protesto em Oakland, na California -
Minneapolis - Um jovem de 19 anos e um agente federal morreram e dezenas de pessoa foram presas entre a noite de sexta-feira e a manhã deste sábado durante os protestos que tomam diversas cidades dos EUA após a morte de um homem negro por um policial durante uma abordagem na cidade de Minneapolis.

Segundo informações da CNN, o jovem, que não foi identificado, foi atingido após um carro passar atirando na direção dos manifestantes na cidade de Detroit, no estado do Michigan. Ele chegou a ser encaminhado para um hospital da região, mas não resistiu.

Já em Oakland, dois agente federais foram atingidos por tiros durante a manifestação na cidade, localizada no estado da Califórnia. Ambos foram encaminhados ao hospital, mas um não resistiu aos ferimentos e acabou morrendo. 

Ao todo, o Departamento de Polícia de Oakland estima que 7.500 pessoas participam dos protestos ao longo dos últimos dias e que tem deixado um rastro de destruição: há relatos de vandalismo, destruição e roubo de lojas e até de incêndios em prédios públicos.

Em Atlanta, a sede da CNN acabou sendo alvo dos manifestantes, que picharam a entrada e destruíram a fachada do prédio. Imagens do ataque ao edifício foram compartilhadas nas redes sociais e houve relatos até de que uma bomba de fumaça foi jogada no local, além de saques e vandalismos pela cidade. 

Galeria de Fotos

Protesto em Oakland, na California AFP
Protesto na cidade de Detroit, Michigan AFP
Protestos em Oakland, na California AFP
Protestos em Oakland, na California Caption AFP
Protestos em Oakland, na California AFP

Relembre o caso

Na segunda feira, George Floyd morreu após ser asfixiado por mais de 8 minutos pelo policial Derek Chauvin durante uma abordagem. Segundo informações, os policiais investigavam uma denúncia de uso de dinheiro falsificado.

Nesta sexta-feira, após ter sido demitido, juntamente com os outros agentes que participaram da ação, Chauvin foi detido e acusado de homicídio culposo, quando não há intenção de matar.

Comentários