Assessoria confirma férias de Moro e diz que ele entendeu como possível despachar

Políticos reclamaram que Moro não poderia estar se manifestando sobre o habeas corpus de Lula por estar de férias. Assessoria disse que juiz entendeu como 'possível' realizar o despacho

Por ESTADÃO CONTEÚDO

Assessoria confirma férias de Moro e diz que ele entendeu como possível despachar
Assessoria confirma férias de Moro e diz que ele entendeu como possível despachar -

Curitiba - Em suas contas no Twitter, o senador Lindbegh Farias (PT-RJ), o deputado federal Paulo Teixeira (PT-SP) e o deputado federal Paulo Pimenta (PT-RS) reclamaram que o juiz Sérgio Moro não poderia estar se manifestando sobre o habeas corpus (HC) acolhido pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4) por estar de férias.

"Moro de férias não pode despachar documento oficial", escreveu Teixeira. "Moro está de férias! É impressionante o seu ativismo jurídico. É um militante de toga!", afirmou Lindbergh.

Pimenta escreveu: "Sérgio Moro está de férias, mas não teve vergonha de vestir a camisa de militante político para tentar impedir a libertação de Lula!".

A assessoria de imprensa da Justiça Federal do Paraná, na qual despacha o juiz Sérgio Moro, emitiu uma nota para esclarecer que o magistrado está realmente de férias, mas que entendeu como "possível" despachar sobre o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva neste domingo.

O desembargador Rogério Favreto, do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4), concedeu habeas corpus ao ex-presidente. Na sequência, mesmo de férias, Moro se recusou a cumprir a decisão

Na nota assinada pela assessoria de Moro, o juiz justificou a decisão por ter sido citado como autoridade coatora no habeas corpus.

Segue nota na íntegra:

"A Assessoria de Imprensa da Justiça Federal do Paraná esclarece que, consultado, o juiz federal Sergio Moro informou que está em férias de 2 a 31 de julho. Por ser citado como autoridade coatora no Habeas corpus, ele entendeu possível despachar no processo".

Últimas de Brasil