'Tchutchuca': Bonde do Tigrão defende Guedes após discussão na CCJ

Durante sessão da Câmara, deputado afirmou que ministro age como 'tigrão' com os aposentados e como 'tchutchuca' com 'a turma mais privilegiada'

Por MH

Bonde do Tigrão
Bonde do Tigrão -

Brasília - O Bonde do Tigrão não gostou nadinha de ver os termos que consagraram a banda, "tigrão" e "tchutchuca", na bate-boca entre o deputado Zeca Dirceu (PT-RR) e Paulo Guedes, ministro da Economia, durante a Comissão de Constituição e Justiça. Segundo o comunicado dos funkeiros, a atitude foi desrespeitosa com Guedes, "que é um senhor de idade".

Nesta quarta-feira, durante a sessão da comissão o parlamentar afirmou que Guedes age como “tigrão” com os aposentados e como “tchutchuca” com “a turma mais privilegiada”. A referência inusitada gerou polêmica e mal-estar entre os envolvidos, além de encerrar o debate na Casa. 

“O vocalista do Bonde do Tigrão, Leandrinho, ficou surpreso com o ocorrido e lamenta pelo fato do deputado em questão ter desrespeitado o ministro Paulo Guedes, que além de ser uma autoridade, é um senhor de idade e merece respeito”, diz a nota publicada no Facebook.

A banda ainda afirma que a música “foi criada como uma brincadeira elogiando as mulheres e não tornar-se pauta e alusão desconexa sobre um assunto que requer seriedade para nossa sociedade”.