Jair Bolsonaro fala sobre caso Rhuan e lamenta não ter prisão perpétua no Brasil

Menino foi assassinado aos 9 anos no mês de maio

Por O Dia

Jair Bolsonaro
Jair Bolsonaro -
Rio - O presidente Jair Bolsonaro usou as redes sociais nesta terça-feira, para falar sobre o caso do menino Rhuan Maycon da Silva Castro, que foi assassinado aos 9 anos pela mãe, no mês de maio, no Distrito Federal (DF). Em sua declaração, Jair Bolsonaro aproveitou para defender a prisão perpétua no País.
"O chocante caso do menino Rhuan, que teve seu órgão genital decepado e foi esquartejado pela própria mãe e sua parceira, é um dos muitos crimes cruéis que ocorrem no Brasil e que nos faz pensar que infelizmente nossa constituição não permite prisão perpétua", escreveu o presidente.
O resultado do laudo do menino mostra que ele levou 12 facadas, sendo uma no peito enquanto dormia em sua residência.

Comentários