Avó de Michelle Bolsonaro ficou dois dias em corredor de hospital na periferia de Brasília

Segundo jornal, Maria Aparecida, de 78 anos, se acidentou ao tentar recuperar uma galinha que fugiu de sua casa, em uma favela em Brasília

Por O Dia

Primeira-dama, Michelle Bolsonaro
Primeira-dama, Michelle Bolsonaro -
Brasília - A avó materna da primeira-dama Michelle Bolsonaro, Maria Aparecida Firmo Ferreira, de 78 anos, ficou mais de dois dias em uma maca no corredor de um hospital na periferia de Brasília, esperando para ser atendida. Ela foi transferida e passou por uma cirurgia de emergência neste domingo. As informações são do jornal Folha de S.Paulo. 
Segundo a matéria, Maria Aparecida deu entrada no Hospital Regional de Ceilândia na quinta-feira, após sofrer um acidente doméstico em sua casa, na favela do Sol Nascente, na periferia de Brasília. Ela teria caído após se assustar com o cachorro do vizinho, quando uma de suas galinhas fugiu para o lote ao lado.
Ainda segundo o jornal, Maria Aparecida teria dito que precisa de uma cirurgia na perna direita, a mesma que machucou ao cair, há cinco anos, e que não vê sua neta, Michelle Bolsonaro, também há cinco anos, apesar das duas não terem brigado. A avó da primeira-dama reclamou que a neta, que mora com o presidente, no Palácio do Planalto, "não quis nada mais" com ela. 
Ao ser indagado sobre o assunto após dar um passeio de jet-ski, Bolsonaro respondeu, a um jornalista da Folha de S.Paulo: "Dá um tempo aí, ô mané". "Uma pergunta dessas para estragar o dia dos pais?".
Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários