Mulher de Doria repudia declaração de Bolsonaro sobre 'ejaculação precoce'

Para primeira-dama do Estado de São Paulo, comparação do presidente é 'chula' e 'fere a família brasileira'

Por O Dia

João Doria e sua mulher, Bia Doria
João Doria e sua mulher, Bia Doria -
São Paulo - A primeira-dama do Estado de São Paulo, Bia Doria, repudiou as declarações feitas pelo presidente Jair Bolsonaro a uma possível candidatura de seu marido em 2022. Bolsonaro afirmou, em entrevista ao jornal Folha de S. Paulo, que a candidatura de Doria era uma "ejaculação precoce".
Para Bia Dória, a declaração do presidente é "chula" e "fere a família brasileira". "Como mulher, mãe e primeira-dama do Estado de São Paulo, repudio com veemência as declarações do Presidente da República, que usa expressões chulas, que ferem e desrespeitam a família brasileira e a importância do cargo que ocupa", escreveu ela, em seu Instagram.
Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários