MORRE MENINA OBRIGADA A FAZER JEJUM

Por

O corpo de uma menina de 11 anos que morreu com quadro de desnutrição proteica calórica foi enterrado ontem no cemitério municipal de Pindamonhangaba, em São Paulo. Segundo a PM, a criança era mantida em cárcere privado e obrigada a fazer jejum, oração e exercícios físicos como punição por maus modos. A imposição vinha do padrasto, que tinha a mesma conduta com o irmão de 8 anos da vítima. Delegado do caso, Ricardo Mamede informou que a menina pediu para comer e a mãe negou. O castigo durou três dias e ela morreu desnutrida.

"Com as buscas, encontramos o diário relatando a rotina, que era jejuar, orar e fazer exercícios frequentes. Mesmo sem alimento, ela era obrigada a fazer exercícios físicos", informou. A mãe e o padrasto foram presos na última sexta-feira. O irmão da garota está em abrigo em Ubatuba (SP).

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários