Bolsonaro sobre PIB: 'Bota expectativa o mais baixo possível pra não ter isso'

Presidente recomentou que equipe econômica faça previsões mais modestas para, segundo ele, evitar questionamentos

Por ESTADÃO CONTEÚDO

Presidente Jair Bolsonaro
Presidente Jair Bolsonaro -
Brasília - O presidente Jair Bolsonaro recomendou, em entrevista a jornalistas ao chegar no Palácio da Alvorada, no final do dia, que a equipe econômica faça previsões mais modestas para, segundo ele, evitar questionamentos.

"Expectativa, eu sempre falo... bota a expectativa o mais baixo possível para não ter esse tipo de pergunta", reagiu ao ser questionado sobre o fato do resultado do PIB de 2019, fechado em 1,1%, ter ficado abaixo do esperado.
Apesar disso, Bolsonaro afirmou que espera uma melhora no resultado do Produto Interno Bruto (PIB) de 2020 em relação ao ano anterior. "Espero que sim... Apesar do problema do coronavírus, espero que sim".

"Em 2015, 2016, (o PIB) foi negativo, foi isso? Baixou um pouquinho em relação ao Temer, mas nós estamos com o melhor semestre desde 2013, se eu não me engano", disse o presidente.

Mais cedo, o presidente escalou o humorista Márvio Lúcio, o Carioca, para responder perguntas da imprensa sobre o ritmo da atividade econômica.

"PIB? O que é PIB? Pergunta para eles (jornalistas) o que é PIB", afirmou Bolsonaro ao humorista contratado recentemente pela TV Record. Em seguida, um jornalista reforçou que a pergunta era dirigida para o presidente, e não para o humorista. "Paulo Guedes, Paulo Guedes", reagiu Carioca. "Posto Ipiranga", sugeriu Bolsonaro ao humorista, rindo.

Vestido como Bolsonaro, inclusive com uma réplica da faixa presidencial, Carioca usou a estrutura da presidência para distribuir bananas aos jornalistas em frente ao Palácio da Alvorada.

O humorista também pediu para ser questionado pelos profissionais como se fosse o presidente, o que não ocorreu. Depois, o próprio Bolsonaro apareceu e quis participar da encenação.

Quando indagado por jornalistas sobre riscos na negociação com o Parlamento em relação ao orçamento impositivo ou, novamente, sobre o resultado aquém do esperado do PIB, Bolsonaro voltou a terceirizar as respostas ao humorista. Diante das negativas do presidente, os jornalistas deixaram a entrevista. Tudo foi transmitido ao vivo na conta oficial do presidente da República nas redes sociais.
Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários