'Ninguém vai querer dar um golpe em cima de mim', diz Bolsonaro a apoiadores

Presidente conversou com simpatizantes em frente ao Palácio da Alvorada

Por O Dia

O presidente da República, Jair Bolsonaro
O presidente da República, Jair Bolsonaro -
Brasília - O presidente Jair Bolsonaro afirmou, neste sábado, em um encontro com apoiadores em frente ao Palácio da Alvorada, que "ninguém vai querer dar um golpe" após ouvir a fala de um simpatizante com crítica ao Supremo Tribunal Federal.
"Ninguém vai fazer nada ao arrepio da constituição, fiquem tranquilo. Ninguém vai querer dar um golpe em cima de mim não, fiquem tranquilos", disse. 
Um apoiador afirmou que "repudia o que o STF tem feito" com o presidente. Outro homem que estava no local falou que queria agradecer o que o presidente tem feito pelo país. "Eu queria agradecer pelo senhor ter oferecido sua vida, o seu sangue pelo nosso país, pelo nosso povo, por nós".
Logo após o encontro com os seus apoiadores, Bolsonaro usou suas redes sociais para divulgar um vídeo em que uma pessoa diz ter identificado vozes de outras pessoas que falariam com Adélio no momento do crime.

"Os mandantes estão em Brasília?", questiona Bolsonaro, nas publicações. "O Judas, que hoje deporá, interferiu para que não se investigasse?", pergunta o presidente, referindo-se a Sergio Moro, presta depoimento à Polícia Federal e à Procuradoria-Geral da União neste sábado.
Bolsonaro teve uma semana conturbada com o STF. Na quinta-feira, o presidente atacou o ministro Alexandre de Moraes por impedir a nomeação de Alexandre Ramagem, delegado e amigo de Bolsonaro, para o comando da Polícia Federal. Ele disse que não havia engolido a decisão e que iria continuar insistindo pela nomeação. 

Comentários