Bolsonaro volta a contrariar medidas de isolamento e causa aglomeração em Goiás

Em passagem por um posto de gasolina, acompanhado de seguranças e representantes da prefeitura de Cristalina, presidente cumprimentou dezenas de pessoas

Por ESTADÃO CONTEÚDO

Bolsonaro cria nova aglomeração em passeio por Cristalina, Goiás
Bolsonaro cria nova aglomeração em passeio por Cristalina, Goiás -
Brasília - O presidente Jair Bolsonaro voltou a ignorar completamente as orientações do Ministério da Saúde sobre o isolamento social e, em uma viagem fora da agenda neste sábado causou grande aglomeração de pessoas na cidade de Cristalina (GO), a 150 quilômetros de Brasília.

Em passagem por um posto de gasolina da cidade, acompanhado de seguranças e representantes da prefeitura de Cristalina, Bolsonaro cumprimentou dezenas de pessoas, entre elas idosos e crianças. Apesar de estar com uma máscara no pescoço, o presidente permanecia o tempo todo sem utilizar a proteção de forma correta. Abraçou diversas pessoas.

Dentro do posto de gasolina onde parou, Bolsonaro tomou café, comeu pastel e voltou a criticar o isolamento social para aqueles que o cercavam. "Isso é uma irresponsabilidade, uma irresponsabilidade", disse.

As aglomerações voltaram a se repetir em frente à 3ª Brigada de Infantaria Motorizada em Cristalina, que também foi visitada pelo presidente.

Durante toda a manhã desta sábado, toda a imprensa tentava confirmar informações sobre a agenda do dia de Bolsonaro, mas não obteve nenhuma resposta. Antes de seguir para Cristalina, Bolsonaro usou as redes sociais para criticar seu ex-ministro da Justiça, Sergio Moro, a quem chamou de "Judas", numa referência à acusação de traição que tem lançado sobre o ex-juiz.

Comentários