Informação foi dada pelo presidente da CPI da Covid, Omar Aziz (PSD-AM), nesta segunda-feiraJefferson Rudy/Agência Senado

O presidente da CPI da Covid, Omar Aziz (PSD-AM), afirmou ao blog da jornalista Ana Flor, do G1, nesta segunda-feira, 4, que irá convidar para depor na CPI, nesta quinta-feira, 7, médicos que trabalharam na operadora de saúde Prevent Senior e denunciaram a empresa.
Aziz citou que espera que os médicos aceitem comparecer, mas também trabalha com a hipótese de convocar os profissionais, caso eles não aceitem ir voluntariamente. "Já temos pelo menos três nomes, mas gostaríamos que outros nos procurassem”, disse o senador.
O presidente da CPI afirmou que os médicos podem ajudar, com seus depoimentos, a aumentar as denúncias de experimentos e uso de medicações ineficazes, como o "kit covid", sem consentimento de pacientes e seus familiares.
Além dessas denúncias, ainda existe a investigação sobre o fato dos médicos serem obrigados a receitar a medicação e ameaçados com perda de plantões se não cumprissem a determinação.
Na semana passada, a advogada Bruna Morato, defensora dos médicos que acusam a Prevent, levou à CPI relatos dos 12 profissionais. Para senadores, apesar de importante, as denúncias da advogada ganham mais força se feitas pelos próprios médicos que viveram as situações.