Jair Bolsonaro foi internado para tratar obstrução intestinalReprodução Facebook

São Paulo - Um novo boletim médico divulgado pelo Hospital Vila Nova Star, onde o presidente Jair Bolsonaro (PL) está internado desde a madrugada desta segunda-feira, 3, apontou que a obstrução intestinal "se desfez" e, com isso, ele não precisará passar por uma nova cirurgia. Entretanto, o mandatário vai iniciar uma dieta líquida e ainda não há previsão de alta. 
"O Hospital Vila Nova Star informa que o quadro de suboclusão intestinal do Senhor presidente da República, Jair Messias Bolsonaro, se desfez, não havendo indicação cirúrgica. A evolução do paciente clínica e laboratorialmente segue satisfatória e será iniciada hoje uma dieta líquida. Ainda não há previsão de alta", disse o comunicado.
Na manhã desta terça-feira, 4, o cirurgião Antônio Luiz Macedo chegou ao hospital, após interromper suas férias nas Bahamas para atender Bolsonaro. O médico é quem acompanha o presidente desde que ele tomou uma facada durante a campanha eleitoral em 2018. Desde então, ele já precisou passar por seis cirurgias em decorrência do atentado.
O presidente estava em São Francisco do Sul, no litoral catarinense, desde o dia 27 de dezembro, acompanhado da primeira-dama Michelle Bolsonaro e uma comitiva presidencial. Ele deixou o local por volta da meia-noite da última segunda-feira, quando seguiu para Joinville em um helicóptero da Força Aérea Brasileira e, em seguida, voou para São Paulo.