Ministério da Saúde afirma que restabeleceu dados um mês após ataque hackerMarcello Casal JrAgência Brasil

Brasília - O Ministério da Saúde informou que a integração entre os sistema de dados da pasta foi restabelecida na última sexta-feira. Há cerca de um mês, diversas plataformas do órgão, entre elas o ConecteSUS e o Open DataSUS, ficaram fora do ar após ataque hacker. Segundo membros da pasta, não houve perda de dados. 
"O Ministério da Saúde informa que a integração entre os sistemas locais e a rede nacional de dados foi restabelecida na última sexta-feira (7). Desde então, as informações inseridas pelos estados e municípios nos sistemas estão retornando gradualmente às plataformas nacionais, possibilitando que os dados de saúde possam ser acessados por todos os usuários", diz comunicado da pasta emitido nesta segunda-feira (10).
No dia 10 de dezembro, o site do Ministério da Saúde foi alvo de um ataque hacker que resultou na queda de alguns sistemas, como e-SUS Notifica, SI-PNI (Sistema de Informação do Programa Nacional de Imunizações) e ConecteSUS (aplicativo que fornece comprovante de vacinação). A instabilidade das plataformas persistiu ao menos até o fim do ano e dificultou o monitoramento da pandemia.

O "apagão de dados" fez a Pasta ter de refazer os sistemas de armazenamento referentes ao coronavírus e inviabilizou, durante algumas semanas, a consulta pública das informações. No dia do ataque, Estados foram impossibilitados de divulgar seus boletins epidemiológicos sobre a covid.