Maioria dos partidos ainda não definiu critérios para distribuição da verba do fundo eleitoral

A menos de um mês das campanhas, cauteloso, o Tribunal não depositou um tostão nas contas das legendas

Por Leandro Mazzini

Segue a dança dos enrolados, no melhor baile do jeitinho brasileiro. A maioria dos partidos ainda não definiu critérios para distribuição da verba do fundo eleitoral para seus candidatos, como manda o Tribunal Superior Eleitoral. Mesmo que entreguem nos próximos dias, o corpo técnico do TSE ainda deve verificar se as regras são claras. A menos de um mês das campanhas, cauteloso, o Tribunal não depositou um tostão nas contas das legendas.

Caldeira

O desespero da holandesa Heineken atrás de fonte de água pura para sua cerveja no Brasil: diretores já estiveram em Pirapora (MG) para tentar puxar água do rio Chico.

Menos um

Parece bobo, mas é ruim para a História. A Câmara retirou a foto de Eduardo Cunha da galeria dos ex-presidentes da Casa. Que conta lá na parede com outros enrolados.

Vale o risco?

Em tempos de polêmica da reforma da Previdência, tira o sono dos servidores federais a complementar Funpresp: aderir ou não? O novo prazo de adesão termina esta semana.

Por aí

Os candidatos já atuam nos maiores colégios eleitorais. Marina Silva (Rede) e Ciro Gomes (PDT) passaram por Santa Catarina (5 milhões de eleitores) nos últimos dias. João Amoedo (NOVO) vai para o Paraná (8 milhões de eleitores) dias 1º e 2 de agosto.

Custo Brasil

Lembra do Novo Código Comercial, que tramita em comissão especial na Câmara Federal? Empacou de novo, há meses, na relatoria. A Fiesp é a entidade que mais reclama. Não há consenso entre setores. O atual Código remete ao século 19 e tem cláusulas que citam até caravelas.

Pacotinho

A desembargadora Marília de Castro Neves, que criticou a vereadora Marielle com fake news, tem cinco processos administrativos no Conselho Nacional de Justiça.

Gira a roleta

O mundo continua a perguntar por que o Brasil não legaliza bingos e cassinos. Foi o questionamento recorrente no evento 'GET In Chile' no NH Collection Plaza Santiago para o professor Magnho José, hoje o maior especialista brasileiro em jogos. Ele é presidente do Instituto Jogo Legal e palestrou para centenas de investidores.

Do lado de lá

"Confesso que chega a ser vexatório ter que explicar os motivos de o Brasil ainda não ter legalizado os jogos", desabafa o professor. O Japão, por exemplo, acaba de aprovar a lei que permite construção de resorts com cassinos.

Fomentadora$

A Associação Brasileira de Desenvolvimento entregou para presidenciáveis seus pleitos, endossados por Caixa, BB, BNDES, com políticas para o Sistema Nacional de Fomento.

Será que vai?

O presidente Temer sancionou a Lei nº 13.696, no último dia 12, que institui a 'Política Nacional de Leitura e Escrita'. Será que agora o povo lê mais?

Igreja em livro

Gerson Camarotti lança 'Para onde vai a igreja?' (Ed. Petra). Na obra, o jornalista entrevista cinco cardeais sobre a História e os desafios da Igreja Católica no Brasil, trazendo um ensaio das principais mudanças implementadas pelo Papa Francisco.

Não acabou

renato duque - reprodução

Continua o pesadelo (merecido) de Renato Duque, ex-diretor de Engenharia e Serviços da Petrobras (2003 a 2012). O Tribunal de Contas da União o multou, como gestor, em R$ 59.988,01. Mas ainda apura fraudes em licitações no valor de R$ 2,7 bilhões na Refinaria Abreu e Lima (PE).

Comentários