Tati Quebra Barraco comemora 40 anos e se prepara para 'causar' no Rock in Rio

Comemorando o aniversário na CDD, funkeira diz que só tem a agradecer a Deus

Por Juliana Pimenta

Tati Quebra Barraco
Tati Quebra Barraco -

Rio - Hoje o dia é todo dela! Uma das maiores referências do funk no país, Tati Quebra Barraco completa, neste sábado, 40 anos. A funkeira aproveitou a data emblemática para revelar ao DIA como é chegar à idade da loba. "Eu só tenho a agradecer a Deus por estar fazendo essa idade. E é mais um momento de fazer reflexão sobre a vida. E a comemoração? Ah, sempre rola na Cidade de Deus, comunidade de onde venho, sou nascida e criada", conta.

Além dos 40, Tati comemora mais uma data especial neste ano. O álbum 'Boladona', que apresentou a funkeira ao público, completa 15 anos em 2019. Em uma espécie de confusão entre criador e criatura, Tati assumiu a postura da mulher cantada na faixa de sucesso. "Em matéria de 'Boladona', acho que o meu jeito não mudou. É claro que tem coisas que a gente vai aprendendo no decorrer da vida e a gente tem que aturar e aprende a deixar passar. Mas hoje eu tô mais plena, mais segura de mim e pensando mais antes de agir. Mas mudar o meu jeito? Nunca. Vou ser isso aí sempre. Não posso ter duas personalidades", defende.

Reconhecimento

Depois de tanto sucesso e tempo de carreira, Tati colhe os frutos do trabalho. "O público me dá o título de pioneira, e eu fico feliz. Acredito que fui uma das primeiras a sair do país com o proibidão. Atualmente, o funk está numa boa fase, e hoje eu vejo que está todo mundo fazendo seu trabalho. E sou grata por ter ajudado a construir essa estrada aí. Não só eu como muitos, como nosso rei Mr. Catra, que é meu professor e instrutor no funk", celebra, ao lembrar carinhosamente do amigo que morreu no ano passado.

E mais uma prova desse reconhecimento é que, na próxima sexta-feira, a funkeira se apresenta no Espaço Favela do Rock in Rio. Tocar em um festival tão grande e renomado é motivo de orgulho para a funkeira. "Cantar no Rock in Rio é, para mim, como fincar uma bandeira: a bandeira cultural do funk e da favela. Nunca fui ao festival porque nunca tive essa oportunidade, mas estou preparada para o que der e vier. Podem esperar que eu vou causar, com a permissão de Deus", comemora.

Frases icônicas

Fora o destaque pelo talento musical, é impossível falar de Tati Quebra Barraco sem comentar seu sucesso nas redes sociais. Sempre direta, a funkeira usa o poder de influência com os seguidores para comentar assuntos do dia a dia e falar sobre sua vivência na periferia. "Sou assim: falo o que eu penso, não importa para quem e nem onde. Esse é o meu marketing, ser o que sou, falar o que penso e causar. Mas eu sempre vou defender a cultura da favela porque sou de lá e a gente tem que estar ativo para falar coisas que têm conteúdo. Tenho conteúdo e não fico de mimi na internet", afirma.

Um desses momentos de posicionamento forte rendeu memes e é até hoje associado à figura da cantora. Ao ouvir diversas críticas sobre seu corpo há alguns anos, Tati respondeu: "quem tá comendo não tá reclamando". E hoje o bordão ganha até uma atualização. "As pessoas vão lá nas nossas redes sociais para bombardear a gente e falar que a gente está gorda, feia, isso e aquilo. Explico que quem está comendo não está reclamando, até porque quem come aqui, come há muito tempo. São 18 anos. E 18 anos comendo gostoso", brinca a funkeira ao falar do relacionamento duradouro com o companheiro.

Feminismo

Esse tipo de posicionamento revela uma postura bem firme da cantora, que, claramente, acabou sendo refletida nas suas músicas. "Sou feminista e as minhas músicas acabam sendo assim também. Acho que o que eu canto pode ajudar muitas mulheres. Sou empoderada desde 1997, quando nem existia essa palavra. Hoje, graças a Deus, está todo mundo empoderada. Amém, da Cidade de Deus para o mundo!", festeja.

 

Comentários