Como assim? Pedófilo pode arrecadar milhões com música do filme 'Coringa'

Canção embala a cena em que Arthur Fleck/Coringa dança em um lance de escadas no final do longa

Por iG

'Coringa', com Joaquin Phoenix
'Coringa', com Joaquin Phoenix -

As polêmicas envolvendo o filme “Coringa”, estrelado por Joaquin Phoenix, não param. Depois de ser considerado violento e de estimular empatia por um assassino, o filme voltou a ser assunto por ter na trilha sonora a música de um pedófilo condenado pela Justiça.

A música Rock and Roll Part 2 é de Gary Glitter, condenado por crime sexual, e toca por cerca de dois minutos em uma relevante cena do filme. [Cuidado com spoiler] A música embala a cena em que Arthur Fleck/Coringa dança em um lance de escadas no final do longa.

Segundo informações da CNN, o que mais chamou atenção é que Gary, cujo nome verdadeiro é Paul Gadd, provavelmente está lucrando muito com o uso da sua música no filme. Isso porque, é preciso pagar dois tipos de direitos autorais ao usar uma música em uma produção como essa.

Um é pelos direitos de publicação (a composição real da música, como suas palavras e melodia) e a outra é pela gravação de som em estúdio (também conhecida como master). Como Gary é co-autor da música, ele provavelmente possui uma boa porcentagem de direitos autorais. O mestre normalmente é de propriedade da gravadora, mas pode ser que seja revertido ao cantor.

Em alguns países, os cinemas também pagam royalties pela música usada nos filmes e, como “Coringa” já foi lançado internacionalmente, Gary também ganhará dinheiro dessa maneira. Além disso, ele também receberá quando o filme começar a ser exibido na televisão.

Comentários