Claudia Ohana conta que a mãe a incentivava a ser cantora

Participante do 'PopStar', que estreia neste domingo, atriz diz que sempre flertou com a música e até participou de musicais

Por Gabriel Sobreira

Claudia Ohana no 'PopStar', da Globo
Claudia Ohana no 'PopStar', da Globo -

Rio - Quando criança, Claudia Ohana sonhava em ser cantora. A grande incentivadora era dona Nazareth Ohana, mãe que a atriz conheceu aos 9 anos — antes era criada pelo pai e a tia. Foi com a matriarca, que a participante da terceira temporada do 'PopStar', que estreia amanhã, na Globo, aprendeu a tocar violão, foi apresentada a Beatles, Chico Buarque e Gal Costa.

Aliás, quando viajavam de carro, elas faziam coral e, às vezes, Claudia só conseguia dormir se a mãe tocasse violão para ela. "Acho que ela ficaria muito feliz de me ver cantando assim, profissionalmente, bem. Embora eu tenha feito musicais, shows, acho que ela ia ficar orgulhosa", diz a atriz.

QUEBRANDO AS UNHAS

No programa, Claudia conta que gostaria muito de tocar violão. Até comprou uma guitarra diferente, de aço. "Estou quebrando todas as minhas unhas para tentar tocar, porque acho que seria mais a minha onda nas músicas que escolhi do que violão. Estou treinando muito, ainda mais ao vivo, para plateia, jurados".

Com uma carreira de quase 40 anos, a carioca de 56 anos sempre flertou com a música. Já fez musicais, gravou canções que entraram em novelas como 'Vamp', 'Estrela Guia', e filmes. "Comecei na TV cantando um fado lindo. Cantei no 'Fantástico'. Sempre pensei em gravar um disco, inclusive estou pensando em fazer isso, gostaria muito, mas agora estou me dedicando ao 'PopStar'".

Vira e mexe, Claudia também encontra tempo para fazer show. Quando atuava no musical 'A Luz Cor de Luar', ela fez o show 'Elas Cantam Elas', no Bourbon Street (em SP). E, depois do musical 'Vamp', fez com Claudia Netto um show jazz e rock. "Adoro fazer show. Pretendo fazer mais. Quem sabe o 'PopStar' não me abre essa porta?".

Competitiva em se tratando de jogos, como War, buraco e mímica, a cantora diz que não leva essa disputa para a vida. "Com essa galera do 'PopStar', são pessoas que eu admiro, algumas com quem já trabalhei, pessoas que eu amo. Não é uma competição pessoal. É uma competição comigo mesma, ali, no palco", defende. "Entro para fazer o meu melhor e querendo ganhar, sem dúvida", acrescenta.

Sobre o repertório que apresentará no programa, Claudia diz que, como é uma pessoa intensa, escolheu músicas que representam mulheres fortes. "Acho que a escolha vai muito porque eu gosto das músicas e das cantoras que cantam essas canções. Me dou bem no pop, no rock, numa coisa mais dançante, com mais força, que fale do que eu sinto e sobre coisas com as quais eu me identifique", explica.

Quando questionada sobre a primeira música que irá cantar, Claudia dá algumas dicas. "É uma música totalmente mulher empoderada. É um hino feminino, de mulher que sabe o que quer, que tem orgulho de ser quem é. É bem legal de cantar", adianta animada.

 

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Galeria de Fotos

Claudia Ohana no 'PopStar', da Globo Globo/Paulo Belote
Claudia Ohana no 'PopStar', da Globo Globo/Paulo Belote
Claudia Ohana no 'PopStar', da Globo Globo/Paulo Belote

Comentários