A vez da 'Irmandade': Seu Jorge protagoniza nova produção da Netflix

Série é ambientada em presídio e fala sobre o poder das facções

Por Juliana Pimenta

Seu Jorge em 'Irmandade'
Seu Jorge em 'Irmandade' -

Rio - Seu Jorge está em mais uma produção de sucesso. Dessa vez, o trabalho é em 'Irmandade', série produzida pela Netflix, que estreou na última sexta-feira. Na trama, Seu Jorge é Edson, um homem encarcerado que, de dentro do presídio, lidera uma facção criminosa. "Ele é filho de uma situação brasileira, muito intensa, muito aguda. É um homem que toma decisões que ficam difíceis de voltar atrás. Possivelmente de algumas ele se arrepende, mas não há o que fazer. É um cara que não tem muita esperança. É um cara isolado do mundo há pelo menos 20 anos. Então, dá para imaginar a amargura dessa pessoa", explica o ator como uma forma de apresentar o personagem ao público.

A facção Irmandade, que dá nome à série, acaba sendo o refúgio de Edson. "Ele encontra ali a proteção, companheiros, pessoas que comungam do mesmo pensamento que ele. Na Irmandade, ele tem controle e respeito. Ele acredita que ele está lutando contra um sistema opressor, que é o sistema carcerário. Que ele vive sob tortura, maus tratos e abandono dos direitos humanos. Ele acredita que está lutando contra essa opressão", conta Seu Jorge sobre o dilema do protagonista da série, que foi inspirada em várias questões que acontecem diariamente na rotina dos presídios do Brasil.

Parceria

A tensão em torno do personagem só aumenta quando Cristina (Naruna Costa), advogada e irmã de Edson, se vê forçada pela polícia a delatar o irmão. A parceria com a atriz Naruna Costa foi, para Seu Jorge, um dos grandes pontos altos da produção da série.

"A expressão da Naruna é muito intensa e acho que o grande trabalho que tivemos juntos é no preenchimento desses sentimentos de irmão. O jogo ficou bom com ela. Tenho certeza de que pelo fato de conhecermos bem essa luta, de dentro, sendo nós negros nesse país. Hoje, a Naruna personifica essa mulher que está à frente das decisões, no controle de sua vida, que está na busca da dignidade e do respeito. A Cristina é uma personagem que tem isso, e a Naruna contribui", destaca o ator.

Com ares de 'Carandiru', premiado longa de 2003, 'Irmandade' surge como uma aposta bem nacional para o catálogo das plataformas de streaming. Seu Jorge, orgulhoso do trabalho, destaca o que a série tem a oferecer aos espectadores.

"É uma série de ação. Tem muita ação, tem muito suspense. Tem uma tensão muito grande sobre o que vai acontecer com os personagens. Acho que a Cristina carrega muito essa tensão, ela fica o tempo inteiro na corda bamba. O tempo todo pra cair e pra não ser pega. Acho que isso que é encantador. E acho que o mais quente da série é essa coisa do movimento, da ação, mas também em torno do suspense da personagem da Cristina, que é uma mulher que tem de se desdobrar em mil para viver essa relação com o irmão", argumenta.

 

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários