Delegacia de Crimes Raciais e Delitos de Intolerância abre inquérito para apurar racismo no 'BBB 19'

Maycon e Paula estão no centro das acusações

Por O Dia

Paula é uma das mais acusadas nas redes sociais de racismo e intolerância
Paula é uma das mais acusadas nas redes sociais de racismo e intolerância -

Rio - A Delegacia de Crimes Raciais e Delitos de Intolerância (Decradi) abriu inquérito para apurar denúncias de racismo e intolerância religiosa por parte de alguns participantes do "BBB 19". De acordo com a Decradi, as investigações estão sob sigilo.

Maycon e Paula estão no centro da maior parte das denúncias e reclamações feitas nas redes sociais. A polêmica mais recente no reality show aconteceu com Maycon, que disse ter sentido um "arrepio" ao ver Gabriela e Rodrigo dançando a música "Identidade", de Jorge Aragão. Maycon também chamou a canção de "aquelas músicas esquisitas".

Já Paula, em conversa com Hariany, disse ter medo de Rodrigo. "Eu tenho muito medo do Rodrigo. Ele fala o tempo todo desse negócio de Oxum deles lá, que ele conhece. Eu tenho medo disso, mas nosso Deus é maior", afirmou a advogada.

Desde 1989, atos de discriminação por raça e cor são considerados crimes no Brasil.

Em nota, a TV Globo afirmou que a emissora ainda não foi notificada sobre a investigação. "É importante pontuar que a Globo respeita a diversidade, a liberdade de expressão e repudia com veemência qualquer tipo de intolerância e preconceito, em todas as suas formas. Desta forma, é importante reiterar que qualquer manifestação pessoal, equivocada ou não, feita pelos participantes do programa, não reflete o posicionamento da emissora", diz trecho da nota enviada à imprensa.

 

 

Comentários