Especialista em 'blockchain' e criptomoedas, Rudá Pellini alerta golpes em operações financeiras

Aprenda com cinco dicas a identificar quando aquela proposta de rendimento acima da média, é de fato uma oportunidade ou um golpe, para que você perca dinheiro

Por O Dia

Rudá Pellini
Rudá Pellini -
Rio de Janeiro - Você já ouviu falar sobre pirâmide financeira? Esta é uma prática ilegal, que presume obter ou tentar obter ganhos ilícitos em detrimento do povo ou de número indeterminado de pessoas mediante especulações ou processos fraudulentos. 

Os supostos esquemas também podem envolvem as moedas virtuais, ou criptomoedas, como o bitcoin. As empresas prometem ganhos de até 50% ao mês sobre o capital aportado pelos investidores, um número muito além da realidade dos investimentos sérios, realizados por bancos ou operadoras.

Desde 2015 no ramo de blockchain e criptomoedas, o empresário Rudá Pellini reuniu estudou e desenvolveu um guia com dicas práticas para auxiliar quem está iniciando no mundo do empreendedorismo e investimentos a usar seu dinheiro de maneira consciente e sem riscos.
Rudá iniciou cedo sua carreira, começando seus negócios aos 14 anos com uma agência de design. Após ter passado por algumas startups, em outubro de 2017, fundou nos Estados Unidos a Wise&Trust, uma startup que desenvolve Inteligência Artificial aplicada na gestão de ativos, onde atua como responsável pela área de novos negócios.

Rudá separou uma lista de cinco ações práticas que podem te ajudar na hora daquela proposta que promete te deixar rico rapidamente. Preste atenção às orientações do especialista:
Fuga de golpe: "Se a proposta de rendimentos oferece ganhos altos ou resultados rápidos e certos, há grandes chances do negócio ser um golpe. Em alguns casos, essas empresas alegam, como fachada, diversas atividades como Trading, Forex ou Arbritagem, fique atento", afirma.

Duvide sempre: "Na dúvida, faça pesquisas. Verifique sobre a empresa, o vendedor, executivos que estão à frente do negócio, etc. A Comissão de Valores Mobiliarios (CVM) e o Reclame Aqui também são boas fontes de consulta. Há grandes chances de logo na primeira pesquisa você encontrar matérias falando sobre fraudes".

Fique de olho nos juros: "Faca cálculos, principalmente sobre juros compostos. Mil reais aplicados com rendimento de 15% ao mês, após cinco anos sem riscos, se transformam em R$ 4,3 milhões. Em 10 anos você estará na lista de bilionários da Forbes. Isso é possível?".

Na dúvida pergunte: "Pergunte aos vendedores sobre quais são os riscos do investimento. Geralmente, os golpistas tentarão persuadir você com falsas garantias (imóveis, patrimônio, etc) que na maioria das vezes sequer existe. Empresas legitimas serão transparentes sobre os riscos envolvidos".

Não deixe o ego tomar decisões: "Não deixe o ego ser seu inimigo! O chamariz desses golpes é mostrar supostas conquistas de pessoas que “tiveram resultados”. Incluindo na lista com carros de luxo e joias caras, viagens internacionais e voos em jatos particulares e helicópteros. Cuidado, porque a pessoa que vai falar sobre esse investimento pode ser alguém próximo, e de sua confiança. É preciso ter cautela e saber filtrar a informação. Pesquise, e se tem dúvidas, não caia nessa, pode ser somente um golpe do bilhete premiado".
Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia