Ex-Fluminense, Marcos Junior adota de vez o apelido de 'Kuririn' no Japão

Atacante do Yokohama Marinos faz sucesso na terra natal do personagem de desenho que originou a comparação

Por HUGO PERRUSO

Presentes que Marcos Junior ganhou dos torcedores japoneses
Presentes que Marcos Junior ganhou dos torcedores japoneses -

Rio - O nome é Marcos Junior, mas pode chamar de Kuririn. O apelido de 2015 só virou marca registrada nas comemorações de gols pelo Fluminense em 2018 e foi adotado de vez no Japão. Ao assumir o personagem do anime (desenho japonês) Dragon Ball Z, o atacante caiu nas graças dos torcedores e dos jogadores do Yokohama Marinos.

Quando ainda estava no Rio, Marcos Junior eternizou o apelido numa tatuagem do personagem no antebraço esquerdo. Mas somente ao desembarcar no Japão ele teve a real noção do sucesso que o anime faz em sua terra natal. Quase diariamente, o atacante ganha algum presente relacionado. Só de bonecos do Kuririn (o melhor amigo de Goku, personagem principal de Dragon Ball Z) são sete. Até mesmo os companheiros o presentearam com uma camisa temática em seu aniversário. E, claro, fizeram questão de tirar foto com a comemoração que virou a marca registrada do brasileiro.

"Quando cheguei o pessoal só falava disso (Dragon Ball). Os caras são fanáticos demais, recebo muitos presentes: bonecos, fotos, figurinhas. Um torcedor me prometeu dar um boneco do Kuririn de 1 metro. Estou esperando, uma hora ele vai aparecer. No Japão, os torcedores gostam de prestigiar o jogador, somos tratados como reis, eles dão presente sem querer nada em troca. Estou guardando tudo para levar para o Brasil", contou o atacante, que pretende ir a um parque temático de animes em Tóquio, com Dragon Ball como uma das principais atrações.

Marcos Junior - reprodução Instagram

Com apenas dois meses, Marcos Junior se surpreende com a velocidade em que se adaptou ao Japão. Mesmo sem falar o idioma - precisa da ajuda de um tradutor nos treinos -, ele já se sente em casa e até marcou um gol em sua estreia pelo Yokohama Marinos. Para o atacante, o apelido não foi determinante, mas ajudou.

"Mesmo se não tivesse esse apelido eu ia ser bem recebido, mas ajudou bastante porque eles são apaixonados por Dragon Ball Z. Fui acolhido e não tive muita dificuldade. A qualidade de vida é muito boa, a paz nas ruas, tudo direitinho... Eles me receberam muito bem, estou feliz demais e pretendo ficar aqui por bastante tempo", disse.

Detalhe da tatuagem no braço esquerdo de Marcos Junior - Arquivo pessoal

O apelido de Kuririn surgiu em 2015 quando torcedores do Fluminense fizeram uma montagem com Marcos Junior. Era uma brincadeira em resposta ao fato de o Paysandu, adversário na Copa do Brasil, ter (Yago) Pikachu, outro famoso personagem de anime japonês. Na época, o atacante tricolor não se importou muito, até que em 2018 resolveu comemorar seus gols na goleada por 4 a 0 sobre Flamengo fazendo o Kamehameha, golpe mais famoso de Dragon Ball Z. Não parou mais.

"Eu gostava de Dragon Ball Z, mas nunca fui fã e não me identificava com nenhum personagem. Achava engraçado e só (o apelido). Aí fiz a comemoração, uma ideia de um amigo, e virei o Kuririn. Agora estou aqui na terra dele", disse o atacante, que no Japão ainda vê o anime quando pode. "Às vezes eu assisto, é maneiro".

Presentes que Marcos Junior ganhou dos torcedores japoneses - Arquivo pessoal

DE OLHO NO FLU

Mesmo do Japão, Marcos Junior não consegue esquecer o Fluminense. Apesar de toda dificuldade enfrentada em 2018, com direito a críticas pesadas ao presidente Pedro Abad na despedida, o atacante segue acompanhando o clube que o revelou.

"Pensei que ia esquecer por uns meses o Fluminense porque 2018 foi muito conturbado. Passou o primeiro jogo e eu já estava assistindo, não tem como. Acompanho tudo, vi a estreia do Ganso. Só posso desejar boa sorte e que 2019 seja menos sofrido".

Galeria de Fotos

Presentes que Marcos Junior ganhou dos torcedores japoneses Arquivo pessoal
Detalhe da tatuagem no braço esquerdo de Marcos Junior Arquivo pessoal
Presentes que Marcos Junior ganhou dos torcedores japoneses Arquivo pessoal
Marcos Junior faz coleção com presen-tes de Dragon Ballz Z que ganhou dos fãs. Até companheiros de time (ao lado) entraram no personagem Arquivo pessoal
Marcos Junior recebe mais um presente de uma torcedora japonesa Arquivo pessoal
Presentes que Marcos Junior ganhou dos torcedores japoneses Arquivo pessoal
Marcos Junior fotos reprodução Instagram e arquivo pessoal

Comentários