Caboclo assume CBF, anuncia novo CT, Sylvinho, Juninho Paulista e outras novidades

Novo presidente da entidade promete menos datas nos estaduais e formação de conselho de notáveis com ex-jogadores

Por O Dia

Empossado no comando da CBF, Rogério Caboclo apresenta o novo escudo da entidade
Empossado no comando da CBF, Rogério Caboclo apresenta o novo escudo da entidade -

Rio -Eleito em abril, Rogério Caboclo, de 46 anos, assumiu oficialmente a presidência da CBF. O dirigente já comandava a entidade como diretor executivo e vai substituir Coronel Nunes, que assumiu após Marco Polo del Nero ser banido pela Fifa. Em seu discurso de posse, Caboclo, que tinha ligação com Del Nero, prometeu muitas mudanças na CBF.

Entre os anúncios, Caboclo oficializou os planos de construir um novo Centro de Treinamento no Rio de Janeiro, que será um Centro de Desenvolvimento do Futebol. Em um terreno de 100 mil metros quadrados na Barra da Tijuca, zona oeste do Rio,, serão construídos três campos, pista atlética para treinamento físico, academia, vestiários, centro médico e arquibancadas. A ideia é juntar nove setores, entre eles CBF School, CBF Academy, Centro de Desenvolvimento da Arbitragem, o Centro de Desenvolvimento do Futebol Feminino, atividades de Beach Soccer e Futsal, além da Seleção Brasileira de Masters, que será recriada.

Projeto do novo CT da CBF - Bruno Pacheco/CBF

Atual auxiliar técnico de Tite, Sylvinho foi anunciado como técnico da seleção pré-olímpico, que deve buscar uma vaga na Olimpíada de Tóquio-2020, em janeiro. "Respeitado mundialmnte, aplicado, estudioso, tem reconhecimento de nossos grandes craques. Trabalho integrado entre ele, Jardine e Tite", elogiou Caboclo.

Outro ex-jogador que ganhará destaque na nova gestão é Juninho Paulista, confirmado como diretor de desenvolvimento de futebol. Ele também fará parte do "Conselho de craques", que buscará nova ideias para o futebol brasileiro. Serão nove homens (Cafu, Muricy Ramalho, Jairzinho, Gilberto Silva, Careca, Ricardo Rocha, Zinho, Carlos Alberto Parreira, além de Juninho), e duas mulheres (Pretinha e Michael Jackson).

Para os clubes, a mudança mais importante diz respeito aos estaduais. Como esperado, Caboclo anunciou a ideia que já para 2020 as datas dedicadas aos campeonato regionais caiam de 18 para 16. Mudança pequena, mas que possibilitará a inclusão da Supercopa, duelo entre os campeõs Brasileiro e da Copa do Brasil do ano anterior.

"As datas dos estaduais serão limitadas a 16, respeitando as opiniões de todos os envolvidos, mas com firmeza de propósito. Nosso futebol vai se dedicar a ser cada vez mais competitivo em nível mundial", afirmou o novo presidente, garantindo que o calendário de 2020 não terá conflito com as datas Fifa. "As competições nacionais não farão mais parte das datas Fifa"

Além dos presidentes de clube, a posse de Caboclo contou com a presença de políticos e dos presidentes da Fifa, Gianni Infantino, e da Conmebol, Alejandro Domínguez.

Galeria de Fotos

Empossado no comando da CBF, Rogério Caboclo apresenta o novo escudo da entidade Lucas Figueiredo/CBF
Projeto do novo CT da CBF Bruno Pacheco/CBF

Comentários