Jornalistas esportivos da Globo manifestam suas indignações com as mortes no Rio e o descaso do poder público

Galvão Bueno, Walter Casagrande Jr, Felipe Andreoli, Bárbara Coelho foram alguns dos profissionais que lamentaram as tragédias

Por O Dia

Galvão Bueno
Galvão Bueno -

O Rio de Janeiro viveu nos últimos dias duas tragédias: a morte do músico Evaldo Rosa dos Santos, de 51 anos, alvo de 80 tiros em um carro onde estava com a mulher e o filho de 7 anos, e o temporal que castigou a cidade e provocou a morte de dez pessoas. Nas redes sociais, os jornalistas esportivos da Globo e do SporTV manifestaram suas indignações com o descaso do poder público e enviaram condolências as famílias afetadas pelos tristes episódios.

Walter Casagrande Jr.

"Precisa alguém do exército se explicar por atuação desastrosa, é trágico o que aconteceu no Rio de Janeiro. Fuzilaram um carro e mataram uma pessoa inocente e com a família toda dentro do carro e inclusive uma criança e vai ficar por isso mesmo? Foi uma execução de uma pessoa inocente!".

Galvão Bueno

"Como carioca apaixonado por essa cidade meu coração sangra!! Já não bastasse a vergonha da corrupção instituída!! O crime!! A violência!! As mortes!! O medo!! Agora as tragédias que se repetem a cada chuva forte!! Que Deus salve o nosso Rio!!".

Fernanda Gentil

"Uma cidade afogada no descaso. Que tristeza".

Glenda Kozlowski

"Este é o Rio que eu amo. A cidade que nasci e sempre está no meu coração! Pena que a realidade não é esta! Vista de cima a desordem, a malandragem, a falta de comprometimento, a corrupção, tudo é maquiado pela beleza e curvas do seu desenho! Como seriam os versos de Tom Jobim e Vinicios neste caos? O Rio deixou de inspirar, respirar! Está em estado agonizante!!! Da vontade de chorar...".

Bárbara Coelho

"Toda vez que você abrir a porta da janela do carro para jogar lixo, lembre-se de ontem. Toda vez que você jogar lixo na sua rua, lembre-se de ontem. Toda vez que for jogar lixo no praia, lembre-se de ontem. Um mundo melhor começa por nós também".

Felipe Andreoli

"Fora do Rio, fiquei em choque ao ver, mais uma vez, a destruição da cidade por uma chuva forte. Desde que estou na cidade, não foi a primeira, e certamente não será a última. Culpa de quem? Ah… sempre deles… dos políticos! E quem vota num 'politico' que acha que Deus vai resolver tudo, ou justifica toda e qualquer ação, negativa ou positiva, falando de Deus? Deus tem mais o que fazer do que ser falado na boca de gente que se esconde atrás dessa máscara. E são muitos! Tem um monte de vereador, deputado, prefeito, governador…".

"Política não tem que se misturar com religião e ambos tem que ser respeitados. Mas o Rio teve a chance de eleger outra pessoa não? O Rio teve a chance de eleger um outro Governador também. Vamos deixar Deus no lugar dele, dentro das religiões e orações. Chega de demagogia! Vamos trabalhar, senhores políticos!".

Comentários