Bruno volta aos gramados em amistoso

Goleiro só depende de autorização da Justiça para defender o Poços de Caldas

Por

O Poços de Caldas já divulgou o cartaz, anunciando o amistoso
O Poços de Caldas já divulgou o cartaz, anunciando o amistoso -

O goleiro Bruno já tem data para retomar a carreira profissional, interrompida em 2010, quando vestia a camisa do Flamengo, era idolatrado e foi preso pelo assassinato de Eliza Samudio. O Poços de Caldas anunciou o primeiro amistoso para a volta às atividades: será no dia 6 de outubro, com o União Mogi, equipe do interior de São Paulo. O jogo faz parte da preparação do Poços de Caldas para a disputa da Terceira Divisão do Campeonato Mineiro em 2020.

Cumprindo pena em regine semiaberto em Varginha (MG), pelo homicídio de Eliza Samudio e pelo sequestro e cárcere privado do filho, Bruninho, o goleiro depende de uma autorização judicial para vestir pela primeira vez a camisa do Vulcão. A diretoria do clube e Bruno chegaram a um acordo para a assinatura de contrato no mês passado.

De acordo com o site Globoesporte.com, ele ainda não se incorporou ao elenco e vem treinando com um preparador físico para readquirir a forma — a distância entre Varginha e Poços de Caldas é de cerca de 160 km.

O jogo entre Poços de Caldas e União Mogi está marcado para as 10h do dia 6 de outubro, no Estádio Ronaldo Junqueira, o Ronaldão, na cidade mineira. Os ingressos vão começar a ser vendidos na segunda-feira, com preços a partir de R$ 15.

Comentários