Tira-teimas no Maracanã

Após dois clássicos na temporada, Fla e Flu somam uma vitória cada. Duelo de hoje define o finalista da Taça Rio, em partida que os rubro-negros vão poupar alguns jogadores

Por O Dia

Em apenas três meses do ano, o Fla-Flu terá a sua terceira partida. Uma pena que, novamente, não haverá força máxima de um dos lados por conta do regulamento do Carioca. Depois de o Fluminense poupar titulares na rodada passada, agora será a vez de o Flamengo. Ainda assim, o confronto de hoje, às 21h30, no Maracanã, vale uma vaga na final da Taça Rio e, claro, a chance de um dos lados poder sorrir em cima do rival.

Mesmo sem força máxima, os clubes poderão fazer o tira-teimas. No primeiro confronto, o único com os dois times titulares, o Fluminense levou a melhor com um gol de Luciano no fim: 1 a 0 e classificação à final da Taça Guanabara com boa atuação. Os dois rivais voltaram a se enfrentar no último domingo, com vitória rubro-negra, mas com um gostinho amargo por ter sido sobre os reservas tricolores e pelo placar de 3 a 2 após abrir 3 a 0 de vantagem.

Desta vez, será o Fluminense a colocar a força máxima que tem à disposição. Com a vantagem do empate, por ter sido o primeiro do seu grupo, o Tricolor se vê obrigado a conquistar o título da Taça Rio para não depender dos outros na luta para ser campeão carioca: se faturar o returno, estará na semifinal do Estadual, mas se o Vasco for o campeão, o Flu será eliminado.

"O que a gente pode fazer de melhor é ganhar do Flamengo e buscar também ganhar a final. Aí, não teremos que depender de ninguém. Temos que entrar focados para depender só da gente. E se empatarmos foi um direito que nós conquistamos", afirmou Gilberto.

Para o Flamengo, seria a oportunidade de responder à derrota na semifinal da Taça Guanabara, mas pesou para o técnico Abel Braga a sequência de jogos que terá pela frente, com duelos contra Penãrol e San José (BOL) pela Libertadores nas próximas semanas. Ao avaliar o grupo, ontem, o treinador optou por escalar uma equipe mista.

GABIGOL E DIEGO FORA

Mais desgastados fisicamente, Diego e Gabigol serão poupados, com Vitinho e Uribe como titulares ao lado de Bruno Henrique. Já Pará e Diego Alves ainda estão sendo avaliados pela comissão técnica, mas têm chances de não jogar, podendo ser substituídos por César e Rodinei. Além deles, Cuéllar segue com a seleção colombiana.

Um dos motivos dessa opção é porque o Flamengo já está garantido na semifinal do Carioca. Ao contrário do rival, que precisa ser campeão, a conquista da Taça Rio só iria garantir ao Rubro-Negro a vantagem do empate.

"Fato é que o regulamento tem que ser debatido urgentemente. Esse sistema não é funcional. Não é uma decisão fácil de ser tomada. Mas esse formato, na minha opinião, não está correto. Existem alternativas que não são tomadas por alguma razão que não conseguimos entender", criticou Diego, que nem no banco ficará hoje. "Os clássicos são sempre equilibrados, independentemente de nomes", completou.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários