Trump disse que enviaria 25 milhões de mexicanos ao Japão

Durante a cúpula, os demais líderes do G7 assistiram espantados aos ataques verbais de Trump

Por O Dia, O Dia

Donald Trump -

Washington - O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, disse ao primeiro-ministro japonês, Shinzo Abe, que enviaria 25 milhões de mexicanos ao Japão, em uma das várias conversas do líder americano que irritaram os demais mandatários da Cúpula do G7 no Canadá, revela nesta sexta-feira o Wall Street Journal.

A Cúpula das sete democracias mais desenvolvidas do planeta acabou em desastre após Trump rejeitar inesperadamente a declaração de consenso e criticar seu anfitrião, o primeiro-ministro canadense, Justin Trudeau.

Durante a cúpula, os demais líderes do G7 assistiram espantados aos ataques verbais de Trump envolvendo temas como comércio, terrorismo e migração, revela o Wall Street Journal, que cita funcionários europeus presentes.

Em um determinado momento, Trump descreveu a imigração como um grande problema para a Europa e em seguida disse a Abe: "Shinzo, você não tem este problema, mas posso lhe enviar 25 milhões de mexicanos e você estará logo fora do cargo", o que causou forte mal-estar.

Quando a discussão se voltou para o Irã e o terrorismo, Trump disse ao presidente francês, Emmanuel Macron: "Você deve entender disto, Emmanuel, porque todos os terroristas estão em Paris".

O presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, também foi alvo dos golpes verbais de Trump, que o chamou de "assassino brutal", em referência às elevadas multas contra monopólios e fiscais envolvendo empresas tecnológicas dos EUA.

 

Últimas de Mundo & Ciência