Políticos de Los Angeles querem retirar estrela de Trump da Calçada da Fama

Vereadores de cidade com alta população LGBT aprovam iniciativa após depredação

Por AFP

Estrela do presidente Donald Trump foi vandalizada na Calçada da Fama de Hollywood
Estrela do presidente Donald Trump foi vandalizada na Calçada da Fama de Hollywood -

Los Angeles - O conselho municipal de uma pequena cidade do condado de Los Angeles solicitou que a estrela do presidente Donald Trump seja retirada da Calçada da Fama de Hollywood, após ter sido vandalizada há menos de duas semanas.

Os vereadores de West Hollywood - que tem uma alta população LGBT e é conhecida por sua vida noturna agitada - "aprovaram por unanimidade" esta resolução para remover o reconhecimento dado em 2007 ao agora presidente por seu programa "The Apprentice" ("O Aprendiz").

Os políticos argumentam que a estrela deve ser retirada "devido ao tratamento perturbador (do presidente) às mulheres e a suas ações que não representam os valores de West Hollywood, da região, do estado e do país".

A medida foi aprovada na noite de segunda-feira. A decisão final será da Câmara de Comércio de Hollywood, que administra a Calçada.

Esse organismo já rejeitou uma solicitação, em 2015, para retirar a estrela do comediante Bill Cosby, condenado por agressão sexual.

A estrela do presidente foi destroçada na madrugada do dia 25 de julho por Austin Clay, que se entregou às autoridades e foi denunciado por vandalismo.

A estrela de Trump já havia sido atacada em outubro de 2016, quando ele era candidato à presidência pelo Partido Republicano.

James Otis foi condenado, também por vandalismo, a três anos em liberdade condicional com 20 dias de serviço comunitário e um pagamento de 4.000 dólares pelos danos causados.

Últimas de Mundo & Ciência