Pompeo descarta guerra com o Irã e pede a Lavrov que Rússia deixe de apoiar Maduro

O americano se reuniu com o ministro das Relações Exteriores russo, Serguei Lavrov, em Sochi, às margens do Mar Negro, para tentar superar os obstáculos entre seus respectivos países

Por AFP

Secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo
Secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo -
Washington - O secretário de Estado americano Mike Pompeo declarou nesta terça-feira que não contempla uma guerra com o Irã, apesar da tensão militar no Golfo, e insistiu que Moscou deve parar de apoiar o presidente venezuelano Nicolás Maduro, pedido que foi rejeitado.
O americano se reuniu com o ministro das Relações Exteriores russo, Serguei Lavrov, em Sochi, às margens do Mar Negro, para tentar superar os obstáculos entre seus respectivos países. Segundo Lavrov, as discussões foram "francas e úteis".
A Rússia veria como algo "positivo" um pedido americano para que os presidentes Donald Trump e Vladimir Putin se reúnam durante a próxima cúpula do G20 em junho.
Moscou deve, por sua vez, "provar" que interferir nas eleições americanas "é coisa do passado", comentou Pompeo.
 
 

Comentários