Mulher mata própria irmã com 189 facadas e arranca olhos e orelhas da vítima

Motivo do ataque teria sido a inveja nutrida pela irmã mais velha

Por iG

Caso aconteceu em 2016, na cidade de São Petersburgo, na Rússia
Caso aconteceu em 2016, na cidade de São Petersburgo, na Rússia -
Moscou - Uma mulher será julgada por ter arrancado os olhos, as orelhas e assassinado a própria irmã de 17 anos com 189 facadas. O crime aconteceu em 2016, na cidade de São Petersburgo, na Rússia, porém, na época, Elizaveta Dubrovina foi enviada para uma clínica de tratamento psiquiátrico.

O motivo do ataque teria sido a inveja nutrida pela irmã mais velha. Apesar das acusações, Elizaveta nega que tenha assassinado a irmã, Stefania e afirma que o culpado é o namorado da vítima, Alexey Fateev, hoje com 44 anos. Entretanto, ele negou que tenha relação com a morte da modelo.

A versão de Fateev diz que ele encontrou o corpo de Stefania nu e totalmente massacrado depois de voltar de uma loja de vinho. Segundo o jornal Komsomolskaya Pravda , o corpo da jovem estava “quase arruinado pelo corte realizado pela irmã mais velha da garota”.

Através de um comunicado do tribunal, os promotores disseram que a irmã mais velha “agiu com particular crueldade ” ao arrancar os olhos de Stefania e que “ela zombou da irmã, fazendo com que ela sofresse dores excruciantes por causa de sua aversão”.

Caso seja considerada culpada pelo ataque de fúria que vitimou sua irmã , Elizaveta pode ser condenada a 25 anos de prisão.
Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários