Presidente da Rússia, Vladmir Putin - AFP
Presidente da Rússia, Vladmir PutinAFP
Por AFP
Moscou - O presidente russo, Vladimir Putin, declarou nesta quinta-feira (02) que os russos devem se abster de trabalhar durante todo o mês de abril, declarado como período de descanso obrigatório com direito a salário, para combater o coronavírus.

"Decidi estender o período de dias sem trabalho até 30 de abril", declarou Putin em um discurso, no qual explicou que cada região pode decidir qual tipo de confinamento é o mais adequado.

"A ameaça persiste. Os virologistas estimam que o pico da epidemia não foi atingido no mundo nem em nosso país", afirmou o presidente em seu segundo pronunciamento em uma semana sobre este assunto, divulgado na televisão.

Putin explicou que essa medida deveria permitir "ganhar tempo" diante da epidemia.

Além de locais médicos, lojas de alimentos, farmácias, e empresas que vendem outros produtos essenciais, cada região russa poderá determinar, dependendo da situação local, quais empresas e organizações podem trabalhar.
O presidente russo pediu novamente à população que demonstre um comportamento "responsável" e siga "as diretrizes das autoridades".