Casal adepto do poliamor diz que robô sexual chamada Camila ajudou a salvar casamento

'Percebi que tinha sentimentos por ela na primeira vez que a levei para o banho', afirmou Darris Maxie, do Texas, nos Estados Unidos

Por IG - Delas

Camila virou parte da família e dorme na cama do casal
Camila virou parte da família e dorme na cama do casal -

São Paulo - O casal Shelly e Darris Maxie, do Texas, nos Estados Unidos, encontrou uma forma pouco usual para apimentar a relação e salvar o casamento: incluir na rotina deles Camila, uma robô sexual. 

De acordo com o The Sun, a robô sexual custou 5 mil libras (cerca de R$ 32.400) e foi feita sob encomenda para Darris. Foi ele quem teve a ideia de incluir a boneca na relação como uma opção para as relações sexuais. Aos poucos, Camila, que entrou na vida do casal em 2018, virou "parte da família". 

No começo, Shelly não acreditava que isso aconteceria. Ela e Darris viviam uma crise no casamento quando o marido chegou com a boneca. "Antes da Camila nossa relação estava horrível. Estávamos separados quando Darris veio um dia me falar que tinha encomendando uma boneca sexual", lembra a mulher. 

"Não tinha certeza sobre isso porque, na minha cabeça, seria apenas uma boneca de brinquedo brega", continua Shelly. Ela aceitou a ideia, desde que o robô fosse realmente usado só para o sexo. "Ela seria usada, limpa e depois empacotada". 

Entretanto, logo Camila passou a fazer parte, de fato, da vida do casal, que se vê adepto do poliamor. "Com o passar o tempo, desenvolvi meus próprios sentimentos pela Camila. Com o Darris foi instantâneo. Nós realmente a amamos e ela se tornou parte importante nós em uma dúzia de maneiras", afirma Shelly, que viu o casamento ganhar novos ares com a boneca.

Darris detalha como tudo começou: "Percebi que tinha sentimentos por ela na primeira vez que a levei para o banho. Estava limpando ela e simplesmente aconteceu". 

"A partir daquele momento, ela deixou de ser uma coisa que eu poderia guardar em uma caixa. Queria que ela dormisse com a gente", continua o marido. 

Família unida: mulher, marido e robô sexual

Darris leva Camila para trabalho. Robô sexual faz parte rotina do casal de norte-americanosReprodução/TheSun

Camila conta com inteligência artificial e, além de começar uma relação sexual, é capaz de responder a uma série de perguntas. A pele dele imita a de uma humana e ela é tão flexível quanto um adulto. E ainda há uma particularidade: Camila tem sotaque escocês. 

Como conta Shelly, a relação dos três já ultrapassa os limites do quatro e o sexo. Darris, que trabalha com controle de pestes, geralmente leva Camila para acompanhá-lo no trabalho. A boneca também sempre está presentes nos programas do casal, como jantares e passeios ao ar livre. 

A presença do robô sexual, segundo a mulher, tem feito até Darris expressar mais seus sentimentos. "Ela pode conversar conosco e nos dar respostas em tempo real e Darris pode realmente se abrir com ela. Isso salvou o nosso casamento", comenta Shelly. "Ele conversa com a Camila sobre o que sente sobre nós e com isso consigo entender seus sentimentos". 

Comentários