Senadores cogitam em acionar a emenda 25 para retirar Donald Trump do poder antes do fim de seu mandato por causa da invasão ao Capitólio, que aconteceu na última quarta - AFP
Senadores cogitam em acionar a emenda 25 para retirar Donald Trump do poder antes do fim de seu mandato por causa da invasão ao Capitólio, que aconteceu na última quartaAFP
Por O Dia
Nova York - Após a invasão do Capitólio, o líder do partido Democrata no Senado dos Estados Unidos, Charles Schumer, de Nova York, defendeu nesta quinta (7), a retirada de Donald Trump da presidência do país por impeachment ou pela 25ª emenda. Mas como funciona esse emenda? 
De acordo com especialista em Direito Eleitoral e professor da Fundação Getúlio Vargas (FGV), Michael Mohallem, a emenda 25ª é um mecanismo, previsto pela Constituição americana, em que o presidente pode ser destituído do cargo pelo vice mais a maioria do Gabinete, ou pelo vice e um órgão designado pelo Congresso. 
Publicidade
"A seção 4 da 25ª emenda estipula que quando o vice-presidente e a maioria de um órgão do Congresso declaram por escrito ao presidente do Senado e ao presidente da Câmara que o presidente da república está impossibilitado de exercer as funções, o vice-presidente assume imediatamente como presidente interino. O presidente pode, então, apresentar uma declaração escrita em contrário e retomar os poderes presidenciais a menos que o vice-presidente e um órgão do Congresso declarem por escrito dentro de quatro dias que o presidente não pode exercer suas funções, caso em que o Congresso votará a questão", explica. 
Ainda segundo Mohallem, a emenda 25ª nunca foi acionada completamente na história dos Estados Unidos. "É um processo complicado. Essa seção 4, se não me engano, jamais foi acionada completamente", analisa. 
Publicidade
Liderada pelos democratas, a Câmara aprovou impeachment de Trump no ano passado em processo relacionado à questão da Ucrânia, mas o presidente foi absolvido pelo Senado, liderado por republicanos.
Já a posse de Joe Biden, que teve a vitória certificada ontem (6), está marcada para o dia 20 deste mês.