O presidente de Honduras, Juan Orlando Hernandez, faz coletiva de imprensa para confirmar a prisão de seu irmão, Juan Antonio Hernandez
O presidente de Honduras, Juan Orlando Hernandez, faz coletiva de imprensa para confirmar a prisão de seu irmão, Juan Antonio HernandezAFP
Por AFP
O presidente de Honduras, Juan Orlando Hernández, ajudou a traficar milhares de quilos de cocaína para os Estados Unidos, disse nesta terça-feira(9) um promotor nas alegações iniciais do julgamento federal contra o suposto traficante de drogas Geovanny Fuentes, em Nova York.
O promotor Jacob Gutwillig disse ao júri que Fuentes "inclusive subornou o presidente de Honduras" e se tornou "intocável" como resultado dessa associação.
Publicidade
"O presidente o tornou à prova de balas", disse ele.