AstraZeneca disse ter enviado mais de 50 milhões de doses do imunizante à União Europeia até o final de abril
AstraZeneca disse ter enviado mais de 50 milhões de doses do imunizante à União Europeia até o final de abrilAFP
Por ESTADÃO CONTEÚDO
A AstraZeneca afirmou nesta segunda-feira que "lamenta" a decisão da União Europeia (UE) de processar a farmacêutica por atrasos na entrega das vacinas contra o coronavírus. Em comunicado, a empresa alegou que a ação judicial é "sem mérito" e se comprometeu a "se defender fortemente" nas cortes.
A companhia disse ter enviado mais de 50 milhões de doses do imunizante ao bloco até o final de abril e citou "desafios" na produção do profilático. "Estamos tendo progressos na abordagem de desafios técnicos e nossa produção está melhorando, mas o ciclo produtivo da vacina é muito longo, o que significa que melhorias levam tempo para resultar em maior volume de doses produzidas", explicou a AstraZeneca.