Ele já foi o melhor goleiro do mundo

Nascido em Duque de Caxias, goleiro Júlio César já foi o melhor do mundo. Mas ficou marcado pela participação nos 7 a 1

Por Herculano Barreto Filho

Julio Cesar
Julio Cesar -

Em meio à Copa do Mundo da Rússia, a coluna já contou a história de Zinho. Natural de Nova Iguaçu, ele se tornou o único campeão mundial revelado na Baixada Fluminense ao conquistar o tetra em 1994. Na edição anterior, falou sobre a trajetória de Roberto Dinamite, que saiu de Duque de Caxias para brilhar no Vasco e representar a seleção brasileira nos Mundiais de 1978 e 1982. Agora, no quarto capítulo da série 'A Baixada na Copa', o Ataque Escolar revela a história de Júlio César, que participou das Copas de 2006, 2010 e 2014. O goleiro já chegou a ser apontado como o melhor do mundo na temporada de 2009-2010, quando conquistou a Liga dos Campeões, o Campeonato Italiano e a Copa Itália pela Internazionale de Milão. Mas também ficou marcado por ser o goleiro na trágica derrota por 7 a 1 no Mundial de 2014.

Júlio César nasceu em Duque de Caxias no dia 3 de setembro de 1979. Mas a sua infância foi dividida entre os bairros da Penha e Grajaú, na Zona Norte do Rio. A sua trajetória no futebol começou aos 12 anos, quando começou a atuar nas categorias de base do Flamengo, seu clube de coração. Estreou entre os profissionais aos 18. Mas só se firmou como titular aos 21. Com apenas 23 anos, foi convocado pela primeira vez para a seleção brasileira. Em 2004, brilhou no título da Copa América ao defender uma cobrança na decisão por pênaltis contra a Argentina, ajudando a encaminhar o título.

Julio Cesar passa por corredor formado por jogadores do Flamengo, após a vitória sobre o América-MG em sua despedida - Gilvan de Souza / Flamengo

Em janeiro de 2005, Júlio César foi contratado pela Inter de Milão, onde viveu a melhor fase da sua carreira, conquistando quatro títulos nacionais consecutivos. Na Copa do Mundo de 2006, foi convocado como terceiro goleiro, atrás de Dida e Rogério Ceni. Acabou se firmando como titular da seleção brasileira em 2009, quando participou da campanha na conquista da Copa das Confederações, na África do Sul. Depois do Mundial de 2010, enfrentou uma má fase na carreira: deixou de ser convocado. E, no início da temporada de 2012-2013, trocou a Inter de Milão pelo Queens Park Rangers, da Inglaterra. Voltou a ser convocado em janeiro de 2013, quando Luiz Felipe Scolari assumiu o comando da Seleção. E, na Copa de 2014, viveu o maior drama da sua carreira na goleada de 7 a 1 contra a Alemanha. Depois do Mundial, foi contratado pelo Benfica, de Portugal. Em abril deste ano, se aposentou aos 38 anos, numa partida histórica em pleno Maracanã.

Galeria de Fotos

Julio Cesar Staff Images/ Flamengo
Julio Cesar passa por corredor formado por jogadores do Flamengo, após a vitória sobre o América-MG Gilvan de Souza / Flamengo

Comentários