Por
Publicado 28/12/2017 19:33 | Atualizado 29/12/2017 03:00

Ao menos 41 pessoas morreram e 84 ficaram feridas ontem em um atentado contra um centro cultural xiita de Cabul. O grupo Estado Islâmico (EI) reivindicou o ataque em comunicado difundido por sua agência de propaganda, a Amaq. O incidente ocorre três dias depois de um atentado suicida perto da sede da agência de inteligência afegã na capital, que deixou seis mortos.

O local "recebe apoio do Irã e é um dos principais centros xiitas de Cabul", afirmou o grupo Estado Islâmico. "O alvo era o centro cultural Tabayan. Uma cerimônia acontecia para recordar o 38º aniversário da invasão soviética do Afeganistão no momento da explosão", afirmou o porta-voz adjunto do ministério do Interior, Nasrat Rahimi.

A explosão foi seguida por outras duas, menos potentes. As mortes foram em decorrência de queimaduras. Este foi o mais recente de uma longa lista de atentados em Cabul, uma das cidades mais perigosas do planeta.

Você pode gostar
Comentários