Carioca encontrado na Cracolândia de SP morre em clínica de recuperação

Amigos de colégio lançaram campanha '#SomosTodosDaMesmaTurma' para financiar o tratamento de Carlos Eduardo Albuquerque, o Sarda

Por O Dia

São Paulo - Um carioca encontrado na Cracolândia da região central de São Paulo morreu na noite desta quarta-feira, em uma clínica de recuperação para dependentes químicos. Carlos Eduardo Albuquerque de Maranhão, o Cadu ou Sarda, de 46 anos, tinha o tratamento custeado por amigos de infância, que o reconheceram em um vídeo publicado na internet pela página Jornalistas Livres.

A informação da morte foi publicada no Facebook pelo executivo Carlos H. Moreira Jr., amigo que iniciou a campanha para ajudar Cadu. O movimento reuniu antigos colegas do Colégio Santo Inácio, na zona sul do Rio de Janeiro, que estudaram com Cadu, para uma campanha de vaquinha virtual para financiar o tratamento.

Sarda foi reconhecido por amigos após um vídeo na Internet onde fala da Cracolândia%2C em São PauloReprodução/Facebook

"Nosso Sarda faleceu há poucas horas durante o período mais crítico de abstinência pela qual passava. Estou vazio, com as emoções bloqueadas e preso dentro de um avião com Wi-Fi. Tristeza profunda", publicou Moreira Jr. "Entreguei a noticia à família com um enorme peso nas costas. Eu sou parte de um grupo de pessoas que agiram de forma coordenada e movidas por um só sentimento, que é o amor."

Carlos Eduardo%2C o 'Sarda'%2C estudou no Santo Inácio%2C colégio de classe média altaReprodução/Internet

Moreira Jr. não divulgou detalhes sobre como Cadu morreu.

Últimas de Brasil