Mais Lidas

Esplanada: Geddel assista da cadeia guerra entre seus seguranças e índios

Caciques foram à Funai ontem cobrar presença do órgão em Itapetinga (BA), onde fica a propriedade de cultivo de cacau do ex-ministro

Por thiago.antunes

Brasília - Não bastasse a prisão, o cerco da Polícia Federal ao irmão deputado federal Lúcio Vieira, além da delação do doleiro Lúcio Funaro, o ex-ministro Geddel Vieira Lima assiste da cadeia a uma guerra entre seus seguranças da Fazenda Esmeralda e índios Pataxós-hã-hã-hães no Sul da Bahia.

Caciques foram à Funai ontem cobrar presença do órgão em Itapetinga (BA), onde fica a propriedade de cultivo de cacau. Eles acusam Geddel de grilar terras indígenas. Para piorar a situação, há 3 dias um pataxó foi morto a tiros dentro da fazenda por supostos capangas da propriedade do peemedebista. 

Faroeste baiano

Pataxós-hã-hã-hães e Caramurus invadiram a fazenda de Geddel e o clima continua tenso. Pedem investigação da Funai e acusam o político de invadir reserva indígena.

Na moita

Representantes de Geddel já passaram pela Funai em Brasília. A assessoria do órgão não se posicionou até o fechamento, e não encontramos os advogados do ex-ministro.

Procurador

O senador Zezé Perrella, cria de Aécio Neves, foi seus olhos no Senado. Falaram-se pelo celular a todo momento. Foi Perrella quem buscou senadores para votação.

Contabilidade

O Palácio do Planalto agora tem contabilidade interna. O Decreto 9.169 de 16 de outubro criou o JEO – Junta de Execução Orçamentária, que terá no conselho os ministros da Fazenda, Henrique Meirelles, da Casa Civil, Eliseu Padilha, e do Planejamento, Dyogo Oliveira. Caberá a eles ‘a condução da política fiscal do Governo’, com vistas ‘ao equilíbrio da gestão dos recursos públicos’.

Triunvirato

Ficará na mão do triunvirato, que se torna agora o mais poderoso da Esplanada, a chave do cofre do Governo. Sairá deles também as decisões de liberação de emendas parlamentares e prioridades em investimentos. Mas o risco é esse: se dois não toparem, um não aprova.

Vai dar...

Pelo perfil dos atuais ministros, Meirelles e Oliveira – que seguram as contas do Governo – podem se unir para barrar decisões ‘políticas’, digamos, mais liberais de Padilha. A conferir.

Sem crise

O empresário Flávio Rocha vai inaugurar em uma semana a loja 300 da Riachuelo.

Do lado de lá

A Riachuelo vai ampliar a fábrica no.. Paraguai, e se tornará a maior empregadora do país. Rocha revelou no almoço do LIDE Brasília, ciceroneado por Paulo Octávio.

Plantão médico

O Senado ontem estava mais para plantão médico. Aécio Neves em casa, enfermo do moral; Ronaldo Caiado chegou de cadeira de rodas, após cair de mula; Paulo Bauer voltou correndo do hospital, após alteração de pressão; Romero Jucá, segundo Renan Calheiros, estava ali firme após arrancar ‘metade das tripas’. A maioria deles por Aécio.

Reciclagem

A Coca-Cola e a cervejaria Ambev lançarão um programa conjunto de reciclagem, o Reciclar pelo Brasil, em parceria da Associação Nacional dos Catadores. A expectativa é a de que as atuais 110 cooperativas recebam até 25% a mais de investimentos.

Respira, Rio

O empresário brasiliense Jamil Elias Suaiden, que controla o Centro Internacional de Convenções do Brasil, negocia com um fundo de investimentos a reconstrução de um ícone do turismo do Rio de Janeiro: O Gávea Tourist Hotel, aquele esqueleto abandonado em meio à floresta, que adquiriu por R$ 30 milhões.

Alô, secretário

Aliás, Jamil aguarda o alvará de licença a ser entregue pelo secretário de Urbanismo da cidade, Índio da Costa. O hotel terá 400 quartos. Sopro de esperança em tempos de crise

Água abaixo

Agendado para dia 24, o leilão da Cedae, a companhia de águas do Estado do Rio de Janeiro, está bilhões de litros abaixo do que vale, contam especialistas.

Ponto Final

É isso que o Congresso deveria fazer: Acabar com o foro por prerrogativa de função

Do senador Antonio Reguffe (Sem partido-DF), direto ao cerne, em discurso na tribuna do Senado, na esteira do caso de Aécio Neves.

Coluna de Leandro Mazzinni

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia