TRF-4 acata pedido de habeas corpus do ex-presidente Lula

Decisão é do desembargador federal Rogério Favreto. Lula está preso desde 7 de abril deste ano

Por O Dia

Lula está preso na sede da Polícia Federal em Curitiba (PR)
Lula está preso na sede da Polícia Federal em Curitiba (PR) -

Santa Catarina - O Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4), em Porto Alegre, deferiu uma liminar para que o ex-presidente Lula seja solto ainda deste domingo. O desembargador Rogério Favreto acatou o habeas corpus apresentado nesta sexta-feira pelos deputados Wadih Damous, Paulo Pimenta e Paulo Teixeira, do Partido dos Trabalhadores (PT). O documento pedia a liberdade imediata do ex-presidente por falta de fundamento jurídico para a prisão dele. A informação foi publicada pela coluna da Mônica Bergamo, na Folha de São Paulo

Alvará de soltura - Divulgação

 

Lula está preso desde 7 de abril deste ano em Curitiba. Ele foi condenado na Operação Lava Jato a 12 anos e 1 mês por corrupção passiva e lavagem de dinheiro, sendo o primeiro ex-presidente condenado por crime comum. O petista estava em uma sala especial de 15 metros quadrados, no 4º andar do prédio da PF, com cama, mesa e um banheiro de uso pessoal.

 

Sérgio Moro não acata habeas corpus para soltar Lula 

O juiz federal Sérgio Moro não acatou habeas corpus concedido ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva pelo desembargador Rodrigo Favreto, em plantão no Tribunal Regional Federal da 4ª Região, para suspender a execução de sua pena de 12 anos e um mês no caso triplex.

"Cumpra-se em regime de urgência nesta data mediante apresentação do Alvará de Soltura ou desta ordem a qualquer autoridade policial presente na sede da carceragem da Superintendência da Policia Federal em Curitiba, onde se encontra recluso o paciente", anotou o desembargador.

PF monta perímetro de segurança em Curitiba

A Polícia Federal isolou a sede da Superintendência de Curitiba, onde o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) está preso desde 7 de abril. Lula foi condenado a 12 anos e 1 mês de prisão em janeiro.

De acordo com a Polícia Militar, a ordem veio do comando estadual para evitar confusão no entorno do local, a exemplo do que ocorreu quando da prisão do ex-presidente. Os agentes, com a ajuda da Polícia Militar, fecharam o acesso ao prédio a um quarteirão da portaria principal.

Na vigília montada por manifestantes pró-Lula, cerca de 200 militantes comemoram a possível soltura do petista e já organizam a recepção.

*Com informações do Estadão Conteúdo

 

Galeria de Fotos

Lula está preso na sede da Polícia Federal em Curitiba (PR) Agência Brasil
Alvará de soltura Divulgação

Últimas de Brasil