Mais Lidas

Suspeitos de matar jogador Daniel prestam depoimento nesta segunda-feira

Delegado responsável ainda não divulgou informações para não atrapalhar as investigações

Por O Dia

Edison Brittes
Edison Brittes -

Rio - O empresário Edison Brittes Júnior, sua mulher, Cristiana Brittes, e filha, Allana Brittes, prestam depoimentos à Polícia Civil do Paraná desde as 9 horas da manhã desta segunda-feira. Outros suspeitos pela morte do jogador Daniel se apresentaram com advogado na delegacia de São José dos Pinhais, Região Metropolitana de Curitiba, e também serão ouvidos. As informações são da Polícia Civil do Paraná. O delegado ainda não divulgou informações sobre os depoimentos para não atrapalhar as investigações.

Daniel jogou pelo Coritiba em 2017 - Reprodução

Edison Brittes Júnior foi preso na última quinta-feira (1) e assumiu a autoria do homicídio do jogador Daniel Corrêia Freitas, de 24 anos, que teve o corpo encontrado no dia 27 de outubro. Ele afirmou que cometeu o crime porque o atleta teria tentado estuprar a sua esposa. As informações são do site "Banda B".

Daniel defendeu o Botafogo em 2014: morte trágica após uma festa - Vitor Silva / SS Press / Botafogo

O advogado de defesa, Cláudio Daledone, afirmou que Edison agiu dessa maneira em legítima defesa, para proteger sua esposa que teria sido atacada pelo atleta enquanto dormia. Na versão contada pelo advogado, Edison arrombou a porta do quarto ao escutar a sua esposa, Cris Brittes , pedindo por socorro e viu Daniel sobre ela, de cueca, tentando ter relação sexual.

A esposa de Brittes e sua filha também estão presas temporariamente.

Corpo do jogador Daniel foi encontrado em mata próxima a uma estrada de São José dos Pinhais (Reprodução/ RPC) - Reprodução

A decisão de matar Daniel teria acontecido quando o marido viu as mensagens de jogador trocadas com um amigo pelo celular, em que dizia que havia tido relações sexuais com Cris e, inclusive, mostrando uma foto ao lado dela deitado na cama.

Edison Brittes é proprietário de um mercado em São José dos Pinhais. Detido, Edison indicou o local onde estava o pênis do atleta, que foi arrancado. Em entrevista à TV Globo, o suspeito contou que agrediu Daniel com outros amigos por cinco minutos antes de colocá-lo no porta malas do carro e levá-lo para o matagal, onde aconteceria o crime.

Cris Brittes já havia sido detida na noite de quarta-feira, no exato momento em que seguia para o escritório do advogado. A filha do casal, Allana Brittes, de 18 anos, que convidou Daniel para a casa da família, também foi presa para prestar esclarecimentos.

O meia Daniel Corrêa Freitas disputava a Série B do Campeonato Brasileiro pelo São Bento. Ele estava emprestado pelo São Paulo. Revelado pelo Cruzeiro, também jogou pelo Botafogo, pela Ponte Preta e pelo Coritiba. Daniel nasceu em Juiz de Fora (MG). O corpo dele foi velado e enterrado em Conselheiro Lafaiete (MG), cidade onde mora a família. 

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Galeria de Fotos

Edison Brittes Reprodução
Daniel jogou pelo Coritiba em 2017 Reprodução
Corpo do jogador Daniel foi encontrado em mata próxima a uma estrada de São José dos Pinhais Reprodução/ RPC
Daniel defendeu o Botafogo em 2014: morte trágica após uma festa Vitor Silva / SS Press / Botafogo