Mourão contrapõe fala de Carlos: 'Democracia é fundamental'

Em contraponto ao filho do presidente Jair Bolsonaro, Mourão defendeu que a democracia é 'fundamental' e que é 'lógico' que é possível fazer mudanças no país por meio do diálogo com o Congresso

Por ESTADÃO CONTEÚDO

Presidente em exercício Hamilton Mourão chega ao prédio da Vice-presidência
Presidente em exercício Hamilton Mourão chega ao prédio da Vice-presidência -
Brasília - O presidente em exercício, Hamilton Mourão, afirmou que as declarações do vereador Carlos Bolsonaro (PSC-RJ) são "problema dele". Em contraponto ao filho do presidente Jair Bolsonaro, Mourão defendeu que a democracia é "fundamental" e que é "lógico" que é possível fazer mudanças no país por meio do diálogo com o Congresso.

"Lógico, senão a gente não tinha sido eleito", disse Mourão ao ser questionado se é possível fazer as mudanças que o governo quer por vias democráticas. "Temos que negociar com a rapaziada do outro lado da Praça (dos Três Poderes). É assim que funciona. Com clareza, determinação e muita paciência", afirmou.
Leia Mais: Carlos Bolsonaro pede licença de 30 dias da Câmara do Rio para cuidar do pai

Ontem, nas redes sociais, Carlos disse que por meios democráticos não haverá as mudanças rápidas desejadas no país. Perguntando diretamente sobre a fala do vereador, Mourão respondeu: "Carlos Bolsonaro, vocês perguntam para ele". "Isso é problema dele, pergunte a ele", reagiu sobre o fato de Carlos ter dado entendimento contrário.
O presidente do Senado, Davi Alcolumbre, rebateu a publicação afirmando que a democracia está fortalecida no Brasil e manifestou "desprezo" por comentários no sentido contrário.

Mourão foi questionado sobre o assunto na entrada do Palácio do Planalto, onde continua despachando do gabinete da vice-presidência na ausência de Bolsonaro. Ele deve permanecer interinamente no cargo até quinta-feira, 12.

"(A democracia é) Fundamental, são pilares da civilização ocidental. Vou repetir para você: pacto de gerações, democracia, capitalismo e sociedade civil forte. Sem isso, a civilização ocidental não existe", declarou o vice aos jornalistas.

Comentários