Na gestão do ex-ministro, Luiz Henrique Mandetta, dados eram divulgados às 17 horas - MArcello Casal Jr/Agência Bras
Na gestão do ex-ministro, Luiz Henrique Mandetta, dados eram divulgados às 17 horasMArcello Casal Jr/Agência Bras
Por O Dia
Rio - O Ministério da Saúde informou, na tarde desta quinta-feira, que o Brasil já contabiliza 359 mortos pelo novo coronavírus, com 9.056 infectados em todo o país.
Enquanto o número de óbitos e casos crescem, as tensões entre o presidente da República, Jair Bolsonaro - que segue crítico ao isolamento - e o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, também aumentam. O presidente fez críticas ao ministro em uma entrevista à rádio Jovem Pan na noite desta quinta-feira, quando também voltou a defender a reabertura do comércio. Mandetta recebeu apoio de governadores e do presidente da Câmara, Rodrigo Maia.
Publicidade
O conflito se reflete em uma pesquisa Datafolha realizada entre 1 e 3 de abril, que aponta um crescimento considerável na aprovação de Henrique Mandetta frente ao Ministério da Saúde - de 55%, no último levantamento, para 76%. Já a aprovação do presidente Bolsonaro variou, dentro da margem de erro, de 35% para 33%.