O ministro Alexandre de Moraes concedeu prisão domiciliar ao deputado Daniel Silveira na última semana
O ministro Alexandre de Moraes concedeu prisão domiciliar ao deputado Daniel Silveira na última semanaFabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil
Por IG - Último Segundo

Nesta segunda-feira (15), um abaixo-assinado pedindo o impeachment do ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), foi criado no site change.org, que reúne petições sobre os mais diversos temas e assuntos, e em poucas horas se aproximou da marca de dois milhões de assinaturas.

O texto, de autoria do jornalista Caio Coppolla, pede que o processo contra Alexandre de Moraes seja pautado no Senado Federal pelo presidente da casa, Rodrigo Pacheco, e enumera os problemas do ministro, em especial sua conduta nas investigações no inquérito das fake news, vista pelo autor da petição como um "ataque à liberdade de expressão".

“Nós, cidadãos brasileiros que subscrevem este abaixo-assinado, peticionamos ao Presidente do Senado Federal que exerça sua atribuição constitucional, receba a denúncia e encaminhe para análise”, diz um dos trechos do documento desenvolvido por Coppola.

"Tal representação se fundamenta em robusta denúncia por crimes de responsabilidade praticados por esse ministro, protocolada pelo Senador Jorge Kajuru. Em especial, as insistentes agressões às garantias da liberdade de expressão e de imprensa, bom como a recente violação à imunidade parlamentar", segue o documento.

O pedido surge após a prisão de apoiadores do presidente Bolsonaro e do deputado federal Daniel Silveira, que recebeu do próprio ministro Moraes autorização para progressão ao regime domiciliar na última semana.

No início de março, o investigadores que trabalham no inquérito sobre as fake news encontraram elementos que reforçam a acusação de que integrantes da campanha do presidente Bolsonaro sabiam do esquema de propagação de notícias falsas durante a eleição de 2018.

Você pode gostar