Agnese é assassinada por Betina

Em 'O Tempo Não Para', ex-governanta, vivida por Beatriz Campos, cai e bate com a cabeça numa mesa após discutir com a vilã, que esconde o corpo

Por Gabriel Sobreira

Agnese (Beatriz Campos) em 'O Tempo Não Para' -

Depois de tentar matar Marocas (Juliana Paiva) envenenada, ir presa, se envenenar na cadeia para ser levada para o hospital e poder fugir, Agnese (Beatriz Campos) vai levar a pior ao chantagear Betina (Cleo Pires), a mentora criminal dela. A governanta será assassinada pela vilã no capítulo de amanhã em 'O Tempo Não Para', novela das sete da Globo.

"Elas discutem e a Agnese fala uns desaforos para Betina, que não deixa barato. Elas brigam e no empurra-empurra, a minha personagem se desequilibra, cai e bate com a cabeça na quina de uma mesa de centro. A Betina fica sem saber o que fazer. Ela e Igor (Leo Bahia) dão sumiço no corpo", antecipa Beatriz. "Acho que Agnese pode ter deixado uma pista, uma carta para alguém descobrir. Ela é a única que sabe sobre a Betina. Não dá para morrer com ela essas revelações", torce.

No começo da novela, a personagem de Beatriz aparecia pouco e praticamente entrava muda e saía calada. Mas sempre muito observadora, foi ganhando cada vez mais espaço na trama e suas vilanias foram aumentando. "Um dia, eu vi seis cenas minhas na TV e gritei de emoção. Fiquei muito feliz. Sou muito grata ao Mario (Teixeira, autor da novela) por me dar Agnese. E só consegui construí-la por causa dos meus colegas de cena", frisa ela, que é natural de Botucatu, no interior de São Paulo.

FILHO COM CIÚMES

Aos 38 anos, mãe de Otávio, de 12 anos, e Benício, de 3, Beatriz diz que os meninos são muito orgulhosos da mãe famosa. "O mais velho adora. Enfrentamos tanta coisa, até passamos por necessidade financeira. Ele só não gostou muito da cena de beijo com Emílio (João Baldasserini). Só olhou para minha cara e saiu da sala", diverte-se ela, que está solteira.

Em 2015, Beatriz por pouco não entrou no elenco de 'I Love Paraisópolis', folhetim que estreava em novembro do mesmo ano, escrita por Alcides Nogueira e Mario Teixeira. "Engravidei e meu caçula nasceu em fevereiro de 2015. Era um momento de felicidade com a chegada dele, mas fiquei bem baqueada porque achei que não teria mais chance de voltar à TV. Talvez por causa da idade, por ficar mudando de cidade em cidade. O lado financeiro também pesava muito. Pensei: 'Vou desistir'", confessa ela, que tem passagens pelo teatro infantil e, pensando em estabilidade, prestou até concurso público para escrevente do Tribunal de Justiça de São Paulo.

Só que em um sábado, na véspera da prova do concurso público, Beatriz recebeu uma ligação que lhe deu sobrevida. "Falaram que eu estava na novela 'Tempo de Amar' (novela de Alcides Nogueira em 2017). Graças a Deus, não passei (na prova) por causa de quatro pontos (risos). Voltei para o Rio e fiz a novela", lembra a atriz, com orgulho.

OPORTUNIDADE

Quando acabou o folhetim, Beatriz ficou sabendo que o autor, Mario Teixeira, gostou do trabalho dela e que teria uma personagem para ela em 'O Tempo Não Para'. Agora, prestes a deixar a novela, a intérprete é bem franca sobre sua situação.

"Meu plano quando a novela acabar é sentar e chorar. Não tenho uma certeza de trabalho. Tenho uma perspectiva, a peça 'A Ponte e a Água de Piscina', texto do Alcides Nogueira. No elenco também tem Françoise Forton e Jarbas Albuquerque. Estamos na fase de captação de recursos", conta.

ESPERANÇA

A torcida da atriz é para que o projeto saia do papel no ano que vem. Mas, segundo ela, uma coisa que aprendeu com a avó é que não pode planejar muito. "Ela dizia: 'O homem planeja e Deus ri'. Não adianta planejar, projetar mil coisas que normalmente não acontecem como a gente pensa. Às vezes, a gente quer tanto uma coisa e o universo separa algo melhor. Por isso, o que tiver que ser será. Se a vida me levar de volta para Botucatu, eu volto. Se for para eu continuar por aqui, que assim seja", destaca ela, cheia de esperança.

Comentários

Últimas de Diversão