Thiago Mastra lança clipe em boate da Barra

'Casualmente' será apresentado ao público no dia 20

Por O Dia

Thiago Mastra
Thiago Mastra -

Rio - No próximo dia 20, Thiago Mastra lança seu clipe 'Casualmente' na boate All Inn, na Zona Oeste do Rio. O rapaz, de 22 anos e nascido em São Gonçalo, canta desde os 7. Saiba mais sobre o cantor na entrevista a seguir:

Como surgiu a carreira de cantor?

Desde criança eu competia a nível nacional nas modalidades de tambor e baliza do cavalo quarto de milha. Nessas competições, aconteciam churrascos nos caminhões de noite e junto com isso os violeiros se reuniam pra fazer moda de viola. Eu com meus 7 anos de idade adorava, sempre estava lá no meio cantando junto com os violeiros. a partir daí meu amor pela música e pela arte só foi crescendo, meus pais me colocar aos 7 anos em uma escola de música em São Paulo para estudar essa minha paixão, e a partir daí só fui querendo mais e mais. Minha carreira profissional foi algo que aconteceu naturalmente. Aos meus 13 para 14 anos fui chamado por um amigo para puxar com ele um grande bloco de carnaval em um trio elétrico na Região dos Lagos. Essa foi minha primeira experiência com grande público. A partir daí eu não quis mais parar, me fascinei por essa energia. Com o tempo tudo foi evoluindo naturalmente e se tornando o que sou hoje.

Como é viajar o país, sem se prender a um só lugar?

Então... não é algo fácil viajar por aí, ter que abrir mão de algumas coisas e pessoas que amo por perto em busca de um sonho. Mas sempre fui muito focado em meus objetivos, coloco na frente tudo o que já enfrentei para chegar onde estou, sei que hoje falta muito menos do que ontem e amanhã estarei mais próximo ainda de onde quero chegar! Acho que isso que sempre me ajudou a manter meu foco na minha carreira, além do apoio que tenho dos meus familiares que me dão esse apoio sempre.

Qual é o seu maior sonho?

Acho que todo artista tem o sonho de ser reconhecido pelo seu trabalho. Não só artistas pensam assim, mas todos no fundo tem essa satisfação, ser reconhecido por um bom trabalho, ter mérito fazendo o que ama. Vejo que aos poucos me aproximo do meu sonho, tenho conseguido mostrar para o que vim nos locais por onde passo e pouco a pouco estou conquistando meu espaço no cenário nacional. No entanto não sou um cara que costumo impor limites aos meus sonhos, quero sempre mais, e pode ter certeza de que nunca haverá um ponto final, estarei arduamente em busca de algo sempre maior. Para mim meus sonhos não são limitados! Sonhar nos dá força para ir além.

 

Últimas de Diversão