Lauana Prado estreia com 'Verdade' e regrava seu sucesso 'Cobaia'

Cantora também apresenta músicas autorais em seu primeiro DVD

Por RICARDO SCHOTT

Lauana Prado lança DVD
Lauana Prado lança DVD -

Rio - Em vez de fazer seu DVD num amplo espaço para um público enorme, a cantora e compositora Lauana Prado decidiu apostar no intimismo. Seu primeiro DVD, 'Verdade', foi gravado no Hangar Studios, em São Paulo. O repertório, escolhido por ela há mais de um ano, une suas facetas de intérprete e compositora. Traz seu hit 'Cobaia', escrito por Bruno Caliman, relido ao lado de Maiara e Maraísa, e outras novidades feitas por colegas, ao lado de outras cinco autorais: 'Trilha', 'Potinho', 'Você Humilha', 'Meu Novo Ex' e 'Liga e Chora', gravada ao lado de Gabriel Diniz.

"Resolvi trazer um trabalho novo, com uma concepção diferente", conta Lauana, que já tem 15 anos de carreira, mas lançou seu EP de estreia neste ano, pouco após participar do DVD 'Eu e Você De Novo', de Edson & Hudson, cantando uma música sua, 'Quando Me Beija'. Antes disso, chegou a aparecer no 'Programa Raul Gil' (nos quadros 'Mulheres Que Brilham' e 'Jovens Talentos') e também no 'The Voice Brasil', da Rede Globo. Em ambos, usou o nome Mayara Prado (o nome dela é Mayara Luana, por sinal).

ESPERA

'Verdade', por sua vez, marca uma nova fase. Ela já havia gravado um DVD acústico de "prévia", em 2016, já sob a produção de Fernando Zor, da dupla com Sorocaba, e de William Santos. Mas este é o primeiro DVD de verdade.

"A véspera da gravação de 'Verdade' foi uma coisa muito legal, porque eu esperei 15 anos por isso. Daí pude experimentar todas as fases dessa ansiedade. Tudo me fazia chorar! Mas na semana anterior à gravação eu já estava mais compenetrada", recorda a cantora de canções gozadoras como 'Serasa', cuja letra fala da vingança de uma namorada traída, que decide atingir o bolso do namorado.

FEMINEJO

Considerada uma nova voz do feminejo, Lauana diz que desde que ela começou a ficar um pouco mais conhecida, o sertanejo mudou e, de fato, ficou mais feminino.

"Quando comecei a dar entrevistas, o cenário era predominantemente masculino. A música de raiz é muito mais interpretada por homens, o estilo é uma voz para os homens. Ter mais mulheres é uma grande vitória e temos um equilíbrio bacana, muito harmonioso", conta a cantora. "E isso não está acontecendo só na música: tá tendo na política, na medicina, em várias áreas".

Lauana nasceu em Goiânia e se envolveu com a música em Araguaína (TO), para onde foi na infância. "Meu marco zero foi quando comecei a fazer show para público, com banda. Comecei a fazer shows em bares diferentes, em botecos, a criar agenda. Depois comecei a ter uma estrutura de banda", recorda ela, que depois fez faculdade de Publicidade. "Me ensinou a entender como funciona o mercado", conta.

Comentários

Últimas de Diversão